Resenha: Claros Sinais de Loucura, Karen Harrington

claros sinais de loucua

Autor: Karen Harrington   Editora: Intrínseca Páginas:254      Ano: 2014

Classificação 5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

 Você nunca conheceu ninguém como Sarah Nelson. Enquanto a maioria dos amigos adora Harry Potter, ela passa o tempo escrevendo cartas para Atticus Finch, o advogado de O sol é para todos. Coleciona palavras-problema em um diário, tem uma planta como melhor amiga e vive tentando achar em si mesma sinais de que está ficando louca. Não é à toa: a mãe tentou afogá-la e ao irmão quando eles tinham apenas dois anos, e desde então mora em uma instituição psiquiátrica. O pai, professor, tornou-se alcoólatra. Fugindo da notoriedade do crime, ele e Sarah já se mudaram de diversas cidades, e a menina jamais se sentiu em casa em nenhuma delas. Com a chegada do verão em que completa doze anos, ela está cada vez mais apreensiva. Sente falta de um pai mais presente e das experiências que não viveu com a mãe, já se acha grande demais para passar as férias na casa dos avós, está preocupada com a árvore genealógica que fará na escola e ansiosa pelo primeiro beijo de língua que ainda não aconteceu.
Mas a vida não pode ser só de preocupações, e, entre uma descoberta e outra, Sarah vai perceber que seu verão tem tudo para ser muito mais. Bem como seu futuro.                       

” Tem uma página em branco no caderno olhando para mim.
O que foi?, me dá vontade de perguntar. Mas não vou começar a conversar com o caderno. Já converso com uma planta (e isso já é loucura demais numa menina só)”

Sarah Nelson tem 11 anos, bem quase 12, sua mãe Jane Nelson tentou afoga-la quando ela era criança, foi parar em uma clínica psiquiátrica e seu pai Thomas Nelson acabou virando alcoólatra.

Com essa base familiar já é de se esperar que o livro seja triste, ela é apenas uma garotinha sem mãe, que está passando pela fase mais difícil (a pré- adolescência) e não tem ninguém para ajudá-la.

Mas adorei essa leitura, é leve, engraçada, e me fez lembrar alguns conflitos da pré-adolescência, o primeiro beijo, menstruação, o fato de não poder falar muito sobre sua família, pois todos vão achar estranho…

Sarah é uma garotinha diferente e adorável, ela escreve cartas para o personagem de um livro, tem dois diários, um falso que ela deixa à vista (para os adultos lerem) e o verdadeiro que ela guarda a sete chaves com a verdade sobre seus pensamentos ( muito esperta ela, como eu nunca pensei nisso?! Rará!) .

Sua melhor amiga além de Lisa, é uma planta, é isso mesmo uma planta! Durante as passagens dos capítulos ela tem altos papos com Planta.

Indico a leitura inclusive para meninas de 12 anos, pois mostra alguns conflitos normais de adolescente e nos passa a seguinte mensagem:  Família será sempre família, e seja ela como for devemos nos orgulhar de fazer parte dela.

” Se você quer saber, estou à procura de qualquer sinal de estar enlouquecendo”
” Pessoalmente, eu ia preferir que um garoto percebesse qual livro eu estava lendo e me dissesse que também tinha gostado. Isso parece um sinal melhor de carinho do que um beijinho qualquer.”

E ai curtiu?

assinatura natalia

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: Claros Sinais de Loucura, Karen Harrington

Conte o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s