Resenha: A Menina Mais Fria de Coldtown, Holly Black

a menina mais fria capa

Autor: Holly Black            Editora: Novo Conceito Páginas: 382                       Ano:  2014

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.

” Os militares ergueram barricadas em volta das áreas da cidades em que as infecções irromperam. Foi assim que as primeiras Coldtowns foram fundadas”

Confesso que não foi um livro que ansiava para ler a todo momento, são muitos detalhes que poderiam ser ignorados, mas ele me deixava curiosa! Lá pelas páginas 270 uma reviravolta me deixou de queixo caído e comecei a ler todo momento que podia. O livro todo me deixou ansiosa e tem um ritmo constante desde o inicio,  é lutar, é se esconder, é tentar manter pelo menos uma troca de roupa em boas condições rs. Ele não tem aquele apelo romântico a la Edward e Bella, na verdade são poucos os momentos românticos e quando tem lembra bastante a série True Blood!

Se teve uma coisa que eu gostei foi a personalidade da Tana, protagonista da história. Ela é decidida, disposta a ajudar seus amigos e família, sente medo mas isso não a deixa paralisada,  é feroz e em alguns momentos eu falava em voz alta:” colega vai com calma aí, pensa melhor”.a menina mais fria

O cenário construído pela autora é bem interessante, não tinha lido nada parecido até o momento. Isso é muito bom, porque sai do óbvio. Tudo é novo na história da Holly Black, desde a reação do mundo ao descobrir que existem vampiros até a forma com que as pessoas se tornam vampiros. Ah e aqui ele é retratado como vampiro de verdade, daqueles que morrem no sol! Anne Rice agradece.

E a formatação do livro é um show a parte! A capa é linda, a cada novo capítulo você é presenteado com uma frase de algum pensador/autor sobre a morte e nas páginas você encontra manchas como se fossem respingos de sangue. Tem alguns erros de português, mas nada que atrapalhe a leitura.

” Ela havia gritado, gritos agudos, chamando a mãe, contudo a mãe já estava lá. A mãe era o monstro”

” A morte tem seus prediletos, como qualquer um. Aqueles que são queridos da morte não haverão de morrer”

Vamos ao livro! A história começa com Tana acordando com uma baita ressaca dentro de uma banheira e desesperada porque já está de tarde e todos da festa devem ter tirado fotos dela enquanto esteve desmaiada. Ao sair do banheiro ela vê que ocorreu um massacre ali,  tudo indica que foi um ataque de vampiro. Em meio a confusão de ainda estar bêbada e ver todos seus amigos mortos, ela encontra seu ex-namorado Aidan amarrado na cama de um quarto, e no canto um vampiro preso por correntes ( o vampigato Gavriel). De cara, Tana percebe que Aidan foi mordido e com certeza já está infectado, mas ela ainda pode ajudar ele, basta deixá-lo em quarentena. Ela desamarra os dois ( até o vampiro gente!) e durante a fuga um outro vampiro arranha sua perna com as presas.

a menina mais fria 2Os três fogem da casa e tomam como destino a maior e mais próxima ColdTown que existe, para que Aidan e Tana possam ficar sob vigilância do governo durante o periodo de descontaminação. Tana não tem certeza se está infectada mas tem medo de ir para a casa e acabar matando sua família. Gavriel os acompanha. É incrível a influência que ela tem sobre eles dois, não sei se é o cheiro dela ou a força que ela passa, mas Aidan e Gavriel fazem tudo que ela manda.

Como a sinopse diz, Coldtowns são cidades cercadas para manter os vampiros dentro delas. Mas no mundo de Tana, os vampiros não são só maus e assassinos, eles também são celebridades! Muitos humanos (principalmente adolescentes) vão para as Coldtows servir de “comida” para eles, almejando que um dia, serão transformados nesses seres imortais. Tudo é televisionado e cheio de glamour, a vida nas Coldtows parece ser esplêndida e desejável. Mas não é só isso o que acontece atrás dos poderosos muros. Intrigas, ódio e assassinatos também estão envolvidos.

Após uns dias em ColdTown Tana percebe que não está infectada – Será? Deixarei vocês na dúvida- e pode enfim sair daquele lugar! Massssss tudo começa a dar errado, acho que nem parou de dar errado, e talvez ela tenha que ficar lá para sempre.

Você não terá tempo para descansar! Recomendo a leitura!

E parece que tem mais vindo por ai! Será uma trilogia? Espero que não rs.

” Eles comem uns aos outros. Comem a nós. Comem todas as porcarias de coisas. Eles beberiam o sangue do mundo inteiro se nós deixássemos”

” Você é mais perigosa que o nascer do sol”

” Eu quero ver as cinzas de vocês dois soprarem na face de uma lua vermelha como sangue”

” Todo herói não está ciente de todas as razões terríveis pelas quais realizou todas aquelas boas ações? Não está ciente de todos os erros que já cometeu e de como boas pessoas se feriram por causa das decisões deles?”

Olha que legal esse book trailer lançado nos Estados Unidos! Mil vezes melhor do que o lançado no Brasil.

Gostaram? Já leram?

Conta aqui!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: A Menina Mais Fria de Coldtown, Holly Black

Conte o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s