Resenha: Os Sofrimentos do Jovem Werther, Johann Wolfgang Goethe

OS_SOFRIMENTOS_DO_JOVEM_WERTHER_1231787791P

Autor: Johann Wolfgang Goethe                        Editora: L&PM          Páginas: 191          Ano:  2001

Classificação 4 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

A literatura alemã divide-se em antes e depois de Os Sofrimentos do Jovem Werther. Ao escrever Werther, em 1774, Johann Wolfgang Goethe alcançava sua primeira obra de sucesso e, de quebra, dava início à prosa moderna na Alemanha. Esta que é uma das mais célebres obras de Goethe é o romance de uma alma, uma história interior. Dilacerante, arrebatada é a história de uma paixão literalmente devastadora. Com enorme repercussão quando do seu lançamento, Werther foi um testemunho de como a literatura tinha poder de agir na sociedade. Não foram poucos os suicídios atribuídos ao romance.

Oi, gente! Hoje trago para vocês o livro que gerou a maior onda de suicídios em massa da história da literatura, Werther de Goethe.

Preparem os lencinhos…

” Recordei as agitações, as lágrimas, o acabrunhamento de espírito, as aperturas de coração que suportei naquele buraco … Não dou um passo sem encontrar qualquer coisa que me chame a atenção. A um peregrino, na Terra Santa, não se lhe deparam tantos lugares sagrados pelas piedosas lembranças, e sua alma não se enche de tantas e tão santas emoções ”

Classificado como um romance epistolar, Os Sofrimentos do Jovem Werther foi o marco inicial do romantismo e uma das primeiras obras do autor alemão Johann Wolfgang von Goethe. Foi o primeiro livro do autor que eu li e me achei incrível a escrita do Goethe. A edição que eu tenho é comentada, assim foi possível uma imersão no mundo da personagem e seus sentimentos. Gente, pensa numa sofrência. Agora, eleve isso ao máximo. Tipo assim, a coisa mais pesada e triste da sua vida. Agora, piora mais um pouco…talvez ainda não chegue no nível do enredo.

Lembro-me da primeira vez que o li, deve ter em torno de três ou quatro anos. Não fiquei muito sentida, acho que não devo ter lido com a atenção necessária ou com o meu modo sentimentalista ligado.- eu não gosto muito de romances românticos e essas coisas melosas e melancólicas.– Então eu fiquei me perguntando o que tinha de tão triste para levar os leitores da época a suicídios em massa. Para quem não sabe ou não se recorda, Werther foi responsável por “assassinar” leitores alemães devido ao tom realístico da obra.

Recentemente realizei a minha segunda leitura da obra e, meu Deus, quase choro durante a leitura. As sutilezas, o tema do enredo, a escolha de palavras, tudo colabora para a criação de um clima melancólico que o jovem Werther vive. A que ponto chega um coração apaixonado! Acho que todos já passaram por isso em algum momento, caso ainda não tenha ocorrido, acalme-se, você vai se apaixonar e sofrer por isso. meu querido e minha querida, caso você tenha amado e não tenha se f* por isso, pode ter certeza que você amou errado…

Além disso, para estragar ainda mais o babado, a criatura se apaixona por uma moça que está para casar! Oh sofrência…como se não bastasse estar com os sentimentos a flor da pele, tem que gostar de alguém comprometido. É pra acabar…

Lembra quando você estava na sétima ou oitava série e gostou daquele menininho ou menininha, só que ele ou ela tinha um namoradinho ou namoradinha e esse ou essa virou um grande amigo seu? Pois é, é quase isso que ocorre nesta obra. Albert, o então noivo de Lotte, tornou-se uma figura de admiração, respeito e amigo de Werther. Pode piorar? Como se não bastasse a grande amizade entre os dois, temos o convívio diário entre os três, portanto, a paixão incontrolável de Werther só foi aumentando. E tudo isso era comentados por cartas com seu amigo Whilhelm. creio eu que era amigo, não estou me recordando se era membro da família dele ou algo nesse sentido…

Mas…sim! Teve um beijo. Sim, sim, houve um beijo entre Werther e Lotte. No entanto, a jovem sabia da impossibilidade de um romance entre os dois e que Werther a amava de corpo e alma. Logo, após o ocorrido, Lotte pede ao moço para nunca mais a encontrar. E Werther fez isso.

Terminarei por aqui, se não vou encher a resenha de spoilers. – mais do que já tem, eu acho. Sorry.

Então, prepare os lencinhos e o chocolate para iniciar a leitura do romance! Bom choro 🙂

Sobre o autor:

Johann Wolfgang Goethe nasceu em Frankfurt, em 1749, e morreu em Weimar, em 1832. Poeta, romancista, dramaturgo, crítico, estadista, tornou-se um dos maiores vultos do pensamento alemão, tendo influenciado várias gerações. Em 1775, a convite do Duque Carlos Augusto, foi administrador de Weimar, onde destacou-se brilhantemente como financista e estadista. Deixou vasta obra, onde destacam-se, entre outras, Werther, Ifigênia, Elegias romanas (poesia), Fausto, Teoria das cores, Wiagem à Itália, Poesia e verdade.

 

assinatura Barbara

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: Os Sofrimentos do Jovem Werther, Johann Wolfgang Goethe

Conte o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s