Resenha: Amy e Matthew, Cammie McGovern

Amy-e-Matthew

Autor:  Cammie McGovern  Editora: Galera Record Páginas: 336            Ano:  2015

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro… exceto o que mais importa.

” E ali estava ela outra vez,a garota mais azarada que ele era capaz de imaginar, dizendo que se sentia uma garota de sorte? Tinha que ser fingimento. “

Eu só dei atenção para esse livro por que dizia ‘ para os fãs de  Eleanor & Park‘, então claro, fui ler Amy e Matthew.

Amy e Mathhew são dois amigos que tinham tudo para não serem amigos, mas graças a insistência de Amy e a curiosidade de Matthew isso acabou acontecendo. Se tornou aquela relação que você não sabe se é amizade, se é amor, se confundiram amizade com amor…mas é uma história linda.

Ambos personagens tem 16 anos, portadores de doenças diferentes, uma física e outra mental. E foi exatamente isso que os aproximou, a doença. Amy  tem uma doença degenerativa. Ela não consegue falar, usa um andador, não tem amigos, é super inteligente e engraçada. Matthew tem TOC,  que o transforma na pessoa mais estranha do colégio. Fica no banheiro por horas lavando as mãos, ouve uma voz que manda ele fazer coisas sem sentido e diz coisas ruins. Mas apesar desse comportamento, ele é uma pessoa amável e preocupada com o bem estar de todos.

A amizade deles surgiu como uma forma de trabalho, Amy contratou cinco alunos para acompanharem ela durante o último ano de escola e assim conseguir se aproximar de outros alunos, na esperança de fazer amigos e poder sentir que fazia parte daquilo. Matthew faz parte de um dos contratados e a partir daí, começam uma amizade.

” Era por isso que Amy defendia todos eles. Porque precisava dos outros para ter Matthew a cada quatro dias”

” A sua maneira desajeitada, ele era como um príncipe que chegava descabelado e com axilas suadas. Pelo menos estou aqui, ele poderia ter dito. É melhor que nada. E era.”

A história É M-U-I-T-O L-I-N-D-A! Nós acompanhamos o passo a passo dessa amizade, a timidez das primeiras semanas, passamos por momentos difíceis, por ensinamentos e nos surpreendemos com a reviravolta. O final…bom, eu virei a página achando que tinha mais e me deparei com os ‘ agradecimentos’. Senti falta de um final mais exato.

Sorri muito durante a história e desci no ponto errado várias vezes ❤️ 🚌 😎

Personagens:

Gostei muito da Amy, apesar da doença, ela não se deixa limitar. É muito inteligente e busca liberdade de qualquer maneira. Ela só consegue se comunicar por um aparelho, imagino que seja parecido com aquele que o Stephen Hawking usa. Em alguns momentos as pessoas não esperam ela digitar a resposta e saem, ou ela quer digitar mas não está com o aparelho por perto. Sufocante isso, tentar se comunicar e não conseguir.

” Mas não se podia negar. Matthew também era ligeiramente louco. Talvez mais que ligeiramente.”

Matthew  é um garoto com mais problemas que Amy. Muitas vezes me irritei com ele, com a fraqueza em lutar contra sua doença, com a birra, com a preguiça… Mas ele ajudou tanto Amy, quanto foi ajudado. E isso fez dele uma pessoa melhor. 

” Era por isso que ele amava Amy, se é que a palavra amor podia ser aplicada a alguém que ele temia tocar e para quem as vezes sequer gostava de olhar.”

” – Ele não vai me magoar. Ele é o meu melhor amigo.
  – Esse é o problema Aim. Você quer mais do que isso não é? Você não quer ser só amiga dele.”

Sim, eu recomendo o livro! 

Se já leram me conta como foi! E se vão ler, comenta também!

Até a próxima!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: Amy e Matthew, Cammie McGovern

Conte o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s