Resenha: Pode beijar a noiva, Patricia Cabot

CAPA-Pode-Beijar-a-Noiva

Autor: Patricia Cabot     Editora: Essência         Páginas: 240               Ano:  2016

Classificação 2.5/5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

Quando tudo parece estar perdido para Emma Van Court, que acaba de se tornar viúva, a promessa de uma grande fortuna lhe cai dos céus. Mas há uma condição para abocanhar a herança: ela terá de se casar novamente. Como não se especificou o noivo, todos os homens da pequena Faires, na Escócia, resolvem participar dessa corrida do ouro e passam a disputar as atenções da jovem viúva.
Os competitivos pretendentes só não contavam com a presença de James Marbury, primo do falecido marido, Stuart, que chega ao vilarejo para ajudar Emma com os trâmites do inventário. No passado, os dois tiveram uma aproximação, e James ainda nutre fortes sentimentos pela, agora, viúva.
Conseguirá ele afastar a horda de interesseiros pretendentes e finalmente se juntar à sua amada?

“A morte de Stuart poderia tê-lo abrandado, assim como, de certa maneira, enrijecera Emma. Certamente isso lhe ensinara algumas verdades dolorosas sobre si mesma”. (p.56)

Esse é o meu primeiro livro de romance épico. Agradeço pela oportunidade a Ana (dona do Entre Livros e Trânsitos) e também a Editora Planeta pela parceria com esse blog. Vamos para a resenha!

O cenário é Londres em 1833. Emma Van Courte sempre se inferiorizou. Acreditava que sua baixa estatura, olhos azuis e cachos não lhe proporcionava muita beleza. Apesar disso, a garota se casou com Stuart, um cura, diferente de seu primo James. Este tinha outras ambições. Stuart não era tão espirituoso quanto James, tampouco ligava para as questões físicas. Todavia, a vida de casada durou muito pouco para Emma.

Os dois moravam em Faires, um vilarejo pobre e afastado, quando o cura falecera. Ao que tudo indica, por conta da epidemia de tifo. Embora o texto nos induz a acreditar nisso, está claro que há um mistério envolto em sua morte.

Agora, a garota vive sozinha em uma casa humilde em Faires. Com o emprego de professora, ela mal ganhava para se sustentar. E então descobre que é dona de uma gorda herança, mas só poderia receber se se casasse novamente. Nessa situação, Emma assiste a episódios constantes de homens a cortejando em busca de seu sim.

Não demora muito para James descobrir e também cortejá-la. Entretanto, o primo de seu falecido marido não buscava o dinheiro, visto que já era bastante rico. O homem sempre teve uma atração por ela. Emma, por sua vez, reprimia esses desejos, não os deixava florir, pois nunca acreditou que um homem como James, moreno, alto e viril, fosse se interessar por ela.

“Ele, assim como ela, teria ficado surpreso pelas sensações que o abraço provocava?”. (p.53)

James buscava conquistá-la, o que é, a julgar pelo contexto, aparentemente óbvio. A relutância vinha de Emma, por nunca ter aceito a ideia de que ela também era importante e que merecia algo bom. Sua resistência a ele chegava a ser cansativa, de tanta baboseira que ela expunha. Porém, como devemos tomar cuidado com o anacronismo, suas atitudes iam de encontro com a época.

“Emma, quando um homem que nunca teve nada negado em sua vida encara subitamente o fato que não pode ter o que mais deseja, dirá quase tudo para tentar convencer-se de que jamais desejou aquilo”. (p.233)

Pode Beijar a Noiva é um livro curtinho, que pode ser lido bem rapidamente. Se depois dessa resenha você sentiu vontade de ler, só falo uma coisa: cuidado para não estrangular Emma Van Court e não se apaixonar por James Marbury!

assinatura nova luiza

Anúncios

Conte o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s