Resenha: Goosebumps, Acampamento Fantasma#2 – R. L. Stine

goosebumps

Autor: R.L Stine       Editora: Fundamento            Ano: 2006     Páginas: 104

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

Piada sem graça!

Harry e seu irmão Alex querem muito fazer amizade com o pessoal no Acampamento do Espírito da Lua. Mas o lugar tem algumas tradições estranhas: a saudação boba, o cumprimento esquisito e o jeito como os campistas mais antigos gostam de pregar peças nos recém-chegados.

Pouco a pouco, as brincadeiras começam a ficar estranhas, perigosas… e bem assustadoras! Primeiro, uma menina põe o braço na fogueira. Depois, um garoto enfia uma estaca no pé…

Mas é tudo brincadeira! Ou será que não?…

“A estaca pontuda tinha perfurado e prendido o peito do pé de Sam no chão(…). Com calma, ele puxou a estaca do pé com as duas mãos.

Soltei um gemido, porque o meu pé doeu, acho que por solidariedade”.

Desde muito tempo a Editora Fundamento vem lançando os livros da coleção Goosebumps, mas somente de um tempinho para cá estes tomaram uma proporção maior de popularidade em razão de sua adaptação cinematográfica lançada dia 22 de outubro desse ano (Goosebumps: Monstros e Arrepios). Particularmente, já conhecia os livros, no entanto só agora que tive a oportunidade de ler um. E o primeiro livro dessa coletânea que li não me decepcionou, ao contrário, me fez querer completar minha coleção!

Harry e Alex são irmãos e estão a caminho do Acampamento do Espírito da Lua. Assim que chegam lá, são surpreendidos por um silêncio amedrontador. Até pensam que o acampamento poderia ter esquecido da chegada dos dois. Mas logo logo os campistas surgem e se divertem fazendo uma pegadinha com os irmãos. Eles percebem que o lugar é cheio de tradições, como por exemplo, histórias de fantasmas ao redor da fogueira e comprimentos bobos. Quanto mais tempo passam ali, mais Alex quer ficar e mais Harry que dar o fora. De fato, Harry percebeu que lá poderia acabar sendo divertido, só não conseguia esquecer das coisas sinistras que achava que via.

Ao menos que isso fosse realmente coisa da cabeça de Harry, o garoto esqueceria sua ideia de sair dali, todavia não foi isso que ocorreu. Continuava a ver um monte de coisas macabras acontecendo com os campistas, e foi aí que descobriu de todos eram fantasmas. Harry, em desespero, correu com Alex em seu calcanhar. Mas eles não deixariam que os irmãos fugissem assim sem mais nem menos. Disso podem ter certeza!

Todos os livros dessa coleção têm clichês típicos de terror, mas é certo que não há como fugir deles. O modo como R.L. Stine mescla esses estereótipos nas crianças e nos adolescentes faz parecer mais cômico do que aterrorizante, e isso se destaca nos livros de Stine. Ele escreve terror para jovens de modo que não predomine sexo, violência intensa ou drogas. Eu mesma cheguei a dar muitas risadas com Harry.

Espero que essa resenha tenha aguçado a curiosidade de vocês. Ressalvo que este é meu ponto de vista, assim, abro um caminho para que vocês sintam-se a vontade e comentem quando e o que quiserem, pois a opinião de todos é valida!

Obrigada pela leitura!

assinatura nova luiza

Anúncios

Conte o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s