Resenha: A vida sabe o que faz, Zibia Gasparetto

a-vida-sabe-o-que-faz

Autor: Zíbia Gasparetto – Editora: Vida e Consciencia – Ano: 2011 – Páginas: 310

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Isabel já pretendia se casar com Gilberto quando foi surpreendida: Carlos, seu ex-noivo, que foi lutar na Itália e dado como morto, voltou depois de cinco anos, cheio de amor cobrando o compromisso. Mas Isabel não quis. Carlos sofreu e se revoltou, contudo não desistiu. Inconformado com a nova realidade, utilizou a raiva para recuperar todos os anos que a guerra havia roubado de sua juventude. No decorrer desta história apaixonante, passada entre Brasil e Itália, logo após a segunda guerra mundial, descobrimos que, dependendo das atitudes de cada um tudo pode mudar, mas sempre, em todos os casos, a sabedoria da vida prevalece, sempre nos trazendo o melhor.

“- …Cada um tem seu próprio processo de seguir adiante e não temos como apressá-los. Vamos confiar na vida, que sabe melhor do que nós conduzir as pessoas para onde devem ir. A conquista da felicidade é de responsabilidade pessoal e intransferível.”

O livro se passa em São Paulo no período pós 2ª Guerra Mundial. Conta a história de Isabel e Carlos. Isabel é uma mulher alta, corpo benfeito, cabelos castanho-claros, ondulados e na altura dos ombros. Há 5 anos seu amor Carlos havia partido para a guerra e não retornara. Acreditando que ele havia morrido, ela decide seguir em frente ao conhecer o médico de olhos cor de mel Gilberto.

Mas como diz a música cuidado com o destino, ele brinca com as pessoas. Carlos reaparece depois de tanto tempo e acredita que Isabel o espera com o mesmo amor e os mesmos planos. Contudo, ela não corresponde aos sonhos dele.

No tempo em que esteve longe, Carlos havia sido prisioneiro do exército russo, após ser livre e ter perdido seus documentos, começou a trabalhar e juntou dinheiro para comprar sua passagem de volta. Ao saber sobre Gilberto, ele acredita que Isabel o havia traído, julgava-se vítima das circunstâncias e merece ser feliz.

Isabel sente-se a pior das pessoas por acabar com todas as esperanças de Carlos, mas o que podia fazer se amava Gilberto? E como foi difícil contar a verdade à Carlos, ainda mais com toda a família dele ao redor, achando que eles iriam era se casar.

“- Esse é um assunto delicado. A vida é muito difícil de entender. Eu, que no consultório luto para restabelecer a saúde das pessoas sem às vezes conseguir vencer a morte, tenho me perguntado o porquê de tanto sofrimento. Comecei a notar que as pessoas que têm fé enfrentam as doenças, a dor e a morte com mais coragem.”

Carlos decide que irá usar todo o conhecimento que adquiriu e irá trabalhar, fazer fortuna e provar para Isabel que é melhor que Gilberto. Ele recebe dinheiro do exército e compra roupas elegantes, vai até uma joalheria oferecendo seu trabalho como representante, deseja vender os produtos no exterior. Consegue o emprego após impressionar o dono ao falar em russo, contando suas experiências.

Nesse meio tempo, Gilberto pede Isabel em casamento. E resolve levá-la à Pouso Alegre – MG, para finalmente conhecer sua família, seus pais Glória e Alberto, e seu irmão Nivaldo. Ela vai com ele e sua prima Dalva.

Em Pouso Alegre, são recebidos muito bem, mas logo Isabel percebe que há um clima desagradável entre os pais de Gilberto. Ao longo de sua estadia lá, ela descobre que há muito tempo seus sogros vivem em um casamento de fachada e Alberto mantém um relacionamento extra conjugal com Alda.

Após trabalhar durante algum tempo na joalheria, Carlos vai para Paris conseguir novos clientes. E assim inicia seu trabalho no exterior, seguindo com seu plano de tornar-se rico para depois reconquistar Isabel. Quando segue para Milão, algo vindo de vidas passadas acontece que prova que não era para Carlos ficar com Isabel.

“- As atitudes das pessoas revelam como elas veem a vida. Ao nos interessarmos por alguém, é bom prestar atenção à forma como essa pessoa pensa e avaliar se nos convém manter um relacionamento. É ilusão pensar que mais tarde ela possa mudar. Essa forma de pensar sempre custa muito caro. As pessoas só mudam quando elas querem.”

Eu gostei muito de ler esse livro, é curioso ver como era antigamente, o romance regado a galanteios, coisas como a moça não poder viajar sozinha com o namorado, o preconceito contra mulheres divorciadas. O livro também mostra o quanto o destino interfere em nossas vidas e que às vezes é melhor deixar a vida tomar seu rumo sem ir contra.

A vida sabe o que faz é um romance leve, com uma pequena dose de espiritualidade, e realmente uma lição de vida. Beijocas!

assinatura nova tábata

Anúncios

Resenha: Com o amor não se brinca, Mônica de Castro

COM_O_AMOR_NAO_SE_BRINCA_1365088261B

Autor: Mônica de Castro, ditado por Leonel   Editora: Vida e Consciência – Páginas: 359 –         Ano: 2002

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

Há quem diga que o amor é a base de tudo, porém eles se esquecem que: há os que se anulam em nome do amor e acabam abandonados. Há os que investem tudo acreditando que serão correspondidos e vivem reclamando do egoísmo alheio. Há os que sonham com um amor perfeito, pretendem encaixar o ser amado neste modelo e acabam descobrindo que cada um é como é e não temos poder para mudar ninguém. Há os que confundem paixão com amor. Não percebem que paixão é admirar no outro o que recalca em si; quando a ilusão projetiva desaparece percebemos o ridículo dos nossos atos apaixonados. Há os que confundem apego com amor. São egoístas que esperam do outro exatamente o que não se dão.

O amor verdadeiro nunca faz sofrer. Traz alegria, motivação e prazer, agindo sempre com seu poder de harmonizar as relações humanas. Quando ser feliz passa a ser um objetivo sério, logo percebemos que ´Com o Amor não se Brinca´.

” Deus não possui religião minha filha. A religião universal, aquela que liga os homens a Deus, é a que vem do coração. O amor, o respeito e a compreensão são as verdadeiras religiões que nos aproximam do Criador.”

E inaugurando a sessão espirita do blog, trago o livro da Mônica de Castro, uma grande referência na área que atua. Uns anos atrás eu li um livro da Zíbia Gasparotto e depois nunca mais tive a oportunidade de ler qualquer outro.

Eu não tenho religião mas acredito em Deus e não foi nenhum problema ler um livro espirita. Então se você tem outras crenças leia a resenha com a mente aberta.

A história se passa no Brasil, acredito que por volta de 1800 pois os negros ainda eram escravos. E temos três personagens principais: Os irmãos gêmeos Fausto e Rodolfo e Júlia, cunhada da irmã dos gêmeos. Desde a infância Rodolfo sente inveja e ciúmes do irmão e isso foi para a vida adulta. Em muitos momentos Rodolfo fala sobre a inveja que sente mas não sabe o porquê, só que precisa destruir o irmão.

Rodolfo é uma péssima pessoa com atitudes enojantes. Fausto é um homem de caráter, não é perfeito, mas é um ser humano muito bom. E temos Palmira, a mãe dos meninos. Pensa numa mulherzinha ruim. Trata os escravos e qualquer outra pessoa não católica com extrema maldade. Quando o marido dela falece, a família toda se reúne da fazenda para o funeral. É quando os irmãos conhecem Júlia. De imediato rola uma atração entre ela e Fausto e quando Rodolfo descobre isso, de imediato prepara um plano para seduzir Júlia.

” O fato era que tinha que possuir tudo o que Fausto quisesse ou possuísse. Era uma necessidade. E se Fausto desejava Júlia, Rodolfo decidiu que teria que que tê-la.”

Outros personagens surgem e ora se envolvem na trama ora tem suas próprias histórias. Acredito que as duas que merecem destaque é Marta e Camila. Marta é filha do capataz. A garota volta a fazenda depois de se formar no escola do convento e conversando com Júlia revela que tem dons, que consegue se comunicar com espíritos. Esse dom é extremamente importante para ajudar Sara, uma personagem judia, que sofre de tuberculose.

” – Bem, ele disse que havia dois espíritos do meu lado.
  – Espíritos? Mas que espíritos?
  – Isso ele não soube me dizer. Apenas disse que eram espíritos que, percebendo minha sensibilidade, aproximaram-se de mim para se comunicar.”

A outra personagem que citei, Camila, é irmã dos gêmeos. Ela é uma personagem muito forte e com muita experiência de vida. Camila se entregou antes do casamento ( lembrem que a história se passa em 1800) e depois do ato o rapaz fugiu. Para não desonrar a família ela é obrigada a se casar com outro rapaz. Decidida a não se casar por conveniências ela decide se tornar freira. O destino então coloca no caminho dela Leopoldo, um homem que não se importa dela não ser virgem e a toma para casamento. Leopoldo e Camila são contra a escravidão e tratam todos com muito respeito, o que é raro dado a época em que vivem.

No fim do livro descobrimos que todos tiveram vidas passadas e nos explica a ligação de todos esses personagens e o motivo de seus sentimentos.
 

” Educação religiosa é uma coisa. Fé sincera é outra bem diferente. O que quero saber é se realmente acredita em Deus como uma força superior a guiar e orientar nossos destinos.”

Falando agora como crítica literária: o livro tem uma linguagem muito simples e poderia ter menos páginas, já que muitas situações e palavras repetem. A primeira impressão que tive foi que parecia novela mexicana: sofrem ao extremo, amam ao extremo e fazem muitas maldades. Mas a mensagem do livro é muito bonita e me pôs a pensar quando terminei.

E durante a resenha descobri que esse livro é o segundo de uma trilogia rs…mas olha, não atrapalhou a leitura, acredito que possam ser lidos sem ordem.

1 – Sentindo na Própria Pele
2 – Com o Amor Não se Brinca
3 – Lembranças que o vento traz.
 

Me contem a opinião de vocês!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys