Resenha: O livro das coisas perdidas, John Connolly

o-livro-das-coisas-perdidas

Autor: John Connolly – Editora: Bertrand Brasil Ano: 2012 – Páginas: 364

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarinol Americanas

Sinopse:

Após a morte da mãe, David, de 12 anos, passa a maior parte do tempo em seu quarto tendo com os livros como companhia. Quando eles começam a sussurrar para o menino, realidade e imaginação se misturam até que, ao brincar no jardim, entra em um reino encantado, onde encontrará heróis, monstros e um rei fracassado que guarda seus segredos em um livro misterioso. John Connolly, em O Livro das Coisas Perdidas, desconstruirá fábulas conhecidas, como A Branca de Neve e os Sete Anões e João e Maria, por meio de muita imaginação e mistério. Um livro para todas as idades que virou mania quando lançado na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos.

” Nem mesmo os rituais que repetia incessantemente haviam sido suficientes para mantê-la viva. Mais tarde, ficaria se perguntando se, por acaso, deixara de executá-los de maneira apropriada, se, por acaso, havia contado mal na manhã daquele dia ou se deixara de acrescentar alguma ação às demais e então teria podido modificar as coisas. Agora não importava mais. Ela se fora.”

Me apaixonei logo de cara pela capa, só que o livro é tenso demais. O que eu não sabia era do grau de perversidade dos vilões da história. Ficava tão vibrada que nem conseguia piscar. Apesar de sua capa parecer com um livro de contos infantis, ele não é aconselhado para crianças. O Livro das Coisas Perdidas, por inteiro, não é o que parece ser.

 Narrado em terceira pessoa, os fatos giram em torno de uma criança de 12 anos chamada David. Este perdera a mãe para o câncer, e desde então nunca superou sua morte. A criança vive em conflito com Rose, a nova mulher de seu pai, e já odiava o filho (seu meio irmão) que ela estava gerando. Isso provavelmente estimulou a cabeça dele a ouvir a voz de sua mãe já falecida. Ela o chamava em direção ao jardim, onde David não relutou em ir e acabou entrando em uma passagem que o levou a um lugar onde absolutamente tudo tinha um quê tenebroso.

“Podia ver onde o pescoço humano terminava e onde o corpo de veadinho começava, porque uma cicatriz vermelha marcava o lugar onde os dois seres haviam sido unidos (…) Quando teve coragem para olhar de novo, a cabeça da menina havia sido decepada do corpo de veado e o caçador a arrastava pelo cabelo, enquanto um rastro escuro de sangue escorria do pescoço sobre o solo da floresta”.

 A criança emergiu em um ambiente totalmente desfavorável, sujeitado ao extinto de sobrevivência. Muitas de suas escolhas oscilavam entre a viver e morrer. Nessa jornada, David descobre o adulto que habitava em si.

 O livro faz um jogo sombrio com várias criaturas das histórias que escutamos quando crianças. Sempre ficava nervosa ao iniciar minhas sessões de leitura, pois tudo o que eu esperava, John Connolly dava a volta e mostrava diferente. Se isso me questionou a desistir da leitura? Nem um pouco! Leia O Livro das Coisas Perdidas e descubra o que foi perdido. A propósito, o que você acha que foi?

 Espero que tenham gostado! Ressalvo que este é meu ponto de vista, assim, abro um caminho para que vocês sintam-se a vontade e comentem quando e o que quiserem, pois a opinião de todos é válida!

  Obrigada pela leitura!

assinatura nova luiza

 

Anúncios

Resenha: Apenas Um Dia, Gayle Forman

apenas-um-dia-frente_

Autor: Gayle Forman – Editora: Novo Conceito Páginas: 378 – Ano: 2014

Classificação 5/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.
Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro… Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Série “Apenas um Dia” (3 volumes), em sequência, “Apenas um ano” (versão de Willem), e “Apenas uma noite”, final da trilogia.

“Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em apenas um dia.”

Essa é a história de Allyson Healey, uma garota de cabelo escuro, olhos escuros e traços mais fortes e começa na Inglaterra quando ela está fazendo uma viagem com a melhor amiga Melanie, que é totalmente diferente dela, loira e de olhos verdes. Um tour pela Europa, o Teen Tour, quem não sonha com isso? Eu sonho! Mas esse não era o sonho dela, os pais tinham planejado essa viagem pós formatura.

Até que Willem, um holândes de 20 anos, um metro e noventa, cabelo loiro e olhos negros, de lábios macios e vermelhos, a convida para assistir “Noite de Reis”, de Shakespeare, a peça em que vai atuar. Um dos roteiros do Teen Tour é assistir a peça “Hamlet” em um anfiteatro, mas ela e Melanie fogem para assistir a peça de Will Guerrilheiro ao ar livre.

“- Acho que você é o tipo de pessoa que acha dinheiro no chão, balança a nota no ar e pergunta se alguém a perdeu. Acho que chora nos filmes que nem são tristes porque tem um coração mole, apesar de não demonstrar. Acho que faz coisas que a assustam, e isso a faz mais corajosa do que aqueles malucos por adrenalina que saltam de bungee-jump das pontes.”

210px-Louise_Brooks_detail_ggbain.32453u

Louise Brooks

No dia seguinte, ao pegar o trem em direção a Londres, quem Allyson encontra? Will! Eles ficam a viagem toda conversando e ele a acha parecida com a atriz Louise Brooks. E a partir de então, para Will, ela é Lulu. Ao chegar ao seu destino, por um impulso, Allyson e Will resolvem que vão passar um dia em Paris, antes dela voltar para Boston. É uma loucura largar a excursão e viajar sozinha com um cara que acabou de conhecer sem avisar os pais, somente Melanie sabe seu destino.

Quando chegam a Paris, Allyson logo vê o primeiro problema: o que fazer com as bagagens? Mas Will tem uma solução: deixar as malas na boate de sua amiga Cèline. Eles passam o dia juntos em Paris, acontece de tudo, ida a parte dos cabarés da cidade, mesmo que durante o dia, passeio de bicicleta e ataque de skinheads. Mas o dia chega ao fim e já é hora de Lulu voltar para sua vida real, de responsabilidades: uma faculdade de medicina à espera.

“Eu o encaro por um momento, boquiaberta. Ele me olha de volta, e então sua boca se abre num sorrisinho mínimo. Então percebo que o que eu disse antes estava certo: Ninguém é quem parece ser.”

Mas Allyson não quer voltar e decide ficar mais uma noite. Os momentos com Willem foram mágicos e ela quer ficar mais tempo com ele. Quando acorda no dia seguinte, ela não vê Will, nem seu relógio que ganhou da sua mãe.

Vida que segue, ela vai à faculdade, e tem que estudar muito, mas não deseja mais ter essa vida que os pais escolheram para ela. Quer ser autêntica como sua amiga Melanie, quer tomar cerveja, quer ir ao restaurante com as amigas e não usar a reserva feita pelos pais, nem a coleção de despertadores que a mãe também escolheu. Chegou o momento de se libertar! De saber quem é Allyson de verdade!

“Eu abaixo os olhos, cutuco a unha.

– Isso apenas faz de mim uma mentirosa.

– Não, não faz. Está apenas testando identidades diferentes, como todos aqueles nas peças de Shakespeare. E as pessoas que fingimos ser já estão dentro de nós. É por isso que fingimos ser essas pessoas, para começar.”

Esse livro é maravilhoso e duas partes me afetaram profundamente. Meu lado mãe diz que ela é uma ingrata, porque quem pode viajar pela Europa, almoçar em restaurantes chiques, passar férias em Cancun. Mas a história não é sobre os pais da Allyson, é sobre descobrir quem é seu eu verdadeiro. Vocês já pararam pra pensar se essa vida que levam foram a que escolheram? Além de ter o romance com o holândes Willem, e eu amo romances!

trilogia apenas um dia

Trilogia completa. Apenas o último não foi lançado no Brasil.

Beijocas!

assinatura nova tábata

C.L #28 – Livros com amnésia

Ficou engraçado esse título do post né? 😯 😅

Bom,  hoje teremos indicações de livros onde os personagens sofrem amnésia, alguns são histórias reais e outros ficção. É interessante que em alguns casos mesmo sendo ficção, sinto uma angústia, imagina perder a memória! E por mais que dê vontade, não vou fazer nenhum tipo de piada, juro!

Do que eu tava falando mesmo?

Ah, a lista, vamos lá!

Para sempre 

para-sempre

4  ⭐️- No decorrer da viagem, Kim não se sente bem e sua esposa assume a direção. Tudo estava indo bem até que ela se depara com um caminhão e mesmo tentando desviar acaba capotando. Ficaram muito feridos sendo que Krickitt fora a mais atingida e seu estado era gravíssimo. Krickitt volta a ter uma vida normal, mas uma parte de sua memória esqueceu tudo sobre seu marido, seu casamento, deixando Kim arrasado, mas em tempo algum desistiu de fazer tudo para ter sua esposa de volta. Para quem gosta de histórias verídicas e com mensagens de amor e superação, recomendo Para Sempre. – Blog Saleta de Leitura 

Antes de dormir 

antes de dormir

4 ⭐️ – É angustiante viver a vida de Christine, você vai descobrindo a verdade junto com ela e fica aflito, preocupado com o bem estar dela e principalmente torce para que a memória dela volte. Na minha opinião o livro começa muito bem, esfria no meio e o final é de tirar o folego. E tem um filme dele heim! Estreou em 2014 com o mesmo título. – Resenha completa aqui no blog.

Never Never 

never-nerver-colleen-tarryn

5 ⭐️- Never Never já começa com muitas dúvidas e mistérios, que permanecem durante todo o livro, mas não de uma maneira cansativa ou enervante. Como é narrado em primeira pessoa por Charlie e Silas, em capítulos alternados, o leitor sabe tanto quanto os protagonistas (o que não é muito) e descobre os fatos esquecidos e os segredos ao mesmo tempo em que eles. – Blog Além do Livro

Enquanto eu te esquecia
enquanto eu te esquecia
3 ⭐️ – A história gira em torno de Lucie. Uma mulher que foi encontrada na beira do mar sem se lembrar de como chegou ao local ou quem é ela. Ao que tudo indica fugiu de sua casa, após um evento ter desencadeado uma memória muito tempo esquecida. E esse mesmo evento parece ser a causa de ela não se lembrar de absolutamente nada de sua vida. Um ótimo livro para ser feita a leitura em uma tarde e quando a lista de leituras não estiver muito grande. – O Blog da Mari 

 

As lembranças de Alice 
as lembranças de alice
5 ⭐️- Alice Love acorda de um sonho esquisito e se vê deitada num lugar desconhecido, rodeada de pessoas que não reconhece mas que sabem o seu nome e lhe dizem coisas sem sentido, e está certa de que estava grávida de seu primeiro filho. Com a ajuda da irmã Elizabeth, Alice descobre que perdeu a memória dos últimos 10 anos, que tem 39 e não 29 anos, que tem 3 filhos e está em uma batalha judicial de divorcio com seu marido Nick. Uma leitura muito interessante, gostosa e despretensiosa. – Todas as coisas do meu mundo
 
 Para sempre Alice
PARA_SEMPRE_ALICE_143104016325555SK1431040163B
4 ⭐️- O livro é um retrato muito comovente de uma pessoa que recebe o diagnóstico do mal de Alzheimer precoce. Sobretudo, muito bonito. A narrativa é um tanto quanto interessante. É impactante e intensa. Não é o pensamento da própria Alice, mas é como se fosse, uma vez que a narrativa segue seus passos e se repete como se também tivesse o Alzheimer. A autora teve todo um cuidado e sensibilidade com isso… E foi impressionante. – Blog Um Amor de Livro

Diário de uma paixão

DIARIO_DE_UMA_PAIXAO_1288875294B

4 ⭐️- Em uma casa de repouso vivem um homem e uma mulher. Ele lá está por opção, ela, por consequência de uma demência senil que prejudicou sua memória. Todos os dias, o homem lê para a senhora um capítulo de uma linda história de amor, que foi escrita num velho diário.Com um texto simples, e ao mesmo tempo bonito e melancólico, O Diário de uma paixão mostra o amor da juventude, o amadurecimento e escolhas da fase adulta e ainda a fase delicada e comovente que é a velhice. Lugar em que só ficam na maioria das vezes as boas lembranças de uma vida passada. – Blog De Frente Com os Livros

Reiniciados
REINICIADOS_1362663881B
4 ⭐️- Jovens com menos de 17 anos que são pegos criando confusão ou desobedecendo, são tirados de suas casas e levados para um hospital ontem tem suas memórias apagadas e são reintegrados a um novo lar. Esse livro é narrado de uma forma tão fácil de ler que é impossível não gostar. Por se tratar de uma trilogia, esse primeiro volume vem explicando como funciona o sistema de reiniciar uma pessoa, o que são lordeiros, o que aconteceu com o mundo para chegarem nesse ponto…Não esperam fortes emoções. – Resenha completa aqui no blog

separador-lápiz-3

O que acharam? Já leram algum? Conta aqui!

 

Tem sugestões para a próxima lista? Conta também, vou publicar com certeza!

 

Beijo, outro, tchau!

 

assinatura nova ana