25 de Julho – Dia do Escritor!

DIADOESCRITOR

Parabéns!!!!!!!!!

Hoje um post especial para aqueles que tornam os meus dias muito mais criativos, alegres, as vezes tristes, que me fazem conhecer lugares novos, pessoas diferentes, mundos incrivéis, poderes mágicos….ufa!

Desejar um parabéns para meus amigos:

Khaled Hosseini

Stephen King

Suzanne Collins

Markus Zusak

Luis Fernando Verissimo

Paulo Coelho

 

E claro, um parabéns mais que especial para os grandes escritores brasileiros que vão fazer muita falta!

Ariano Suassuna

Rubem Alves

 

Muito obrigada!!!!!!!

assinatura ana

Anúncios

Resenha: O Silêncio das Montanhas, Khaled Hosseini

O-Silêncio-das-Montanhas

Autor: Khaled Hosseini    Editora: Globo Livros Páginas: 348                      Ano:2013

Classificação 5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens.

Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes.

Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo – de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expanda, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar.

“O tempo é como um encantamento. A gente nunca tem quanto imagina”

Um livro fantástico, envolvente, com uma história tocante.

Khaled Hosseini me surpreende mais uma vez e entra para a lista dos meus escritores favoritos.

A história é sobre dois irmãos com uma forte ligação, Pari e Abdullah que moram em uma aldeia na cidade de Cabul, são órfãos de mãe, moram com o pai e a madrasta num casebre muito simples. O pai se esforça para que eles tenham o que comer todos os dias. Logo no começo do livro eles são separados ainda crianças e passam a vida toda sentindo a ausência um do outro.

O livro conta ainda a história  de outros personagens que atingem a vida deles  direta/indiretamente, como a da madrasta e do tio, as histórias vão se cruzando no decorrer do livro e você acaba conhecendo profundamente todos os personagens e como as ações deles provocaram mudanças na vida dos irmãos.

Todos os personagens são interessantes, todas as histórias se ligam,  toda a história o leitor fica com o coração apertado, toda a história é fantástica. Fiquei com dó de terminar. Não tenho palavras suficientes para expressar o que senti durante a leitura.

Eu gostei muito do livro. O final  chega a ser dramático demais (tá, o livro todo é dramático, mas o final supera rs) deixando a sensação que a vida não é justa, mas não me arrependi de ter lido, aliás eu aconselho a leitura, é uma história bonita.

” Porque damos as costas à realidade quando ela se torna dura demais para aguentar?”

 

“A beleza é uma dádiva imensa e imerecida, distribuída aleatória e estupidamente.”

Já leu o livro? Me conte o que achou.

Não leu? Comente também! =D

assinatura nova ana