Livros para desidratar!

Prepara o lenço e vamos lá! As resenhas vocês encontram clicando no título do livro.

Como eu era antes de você, JOJO MOYES

E aproveitando a fama do momento, vamos começar com esse grande desidratador (oi?) de corpos. Quando eu terminei Como eu era antes de você confesso que não chorei. Eu apenas joguei o livro na parede. E fiquei mal dos por dias e dias…tanto que eu nem queria escrever a resenha. Depois, quando eu reli o último capitulo ( porque eu gosto de sofrer), daí sim eu chorei. Sabe quando o olhos ficam marejados de lágrimas e a visão embaçada? Então…até hoje eu olho para o livro e sinto vontade de jogar na parede de novo.

uma curva no tempo, DANI ATKINS

Esse livro eu manjei o final quando estava na metade. Mas eu não queria acreditar porque seria muito triste e pensei “ a autora não vai fazer isso não, ela é uma boa pessoa”. Ah, tadinha de mim….Minha nossa senhora dos finais tristes, que que isso heim! Eu chorei em público mesmo, sem constrangimento nenhum. Que história triste. Não precisava disso não. A protagonista é tão querida. O pai dela tão bacana. Os amigos, até mesmo o que morreu no começo do livro, são tão legais ( exceto uma piranha lá). É um livro que começa triste e termina triste. Quantas vezes eu já falei ” triste”?

a menina que roubava livros, MARKUS ZUSAK

Esse foi o primeiro livro que me fez chorar, foi ele que abriu a torneirinha. A Liesel, protagonista da história, é uma menina tão nova mas que já viveu tanto e é normal o leitor torcer por momentos felizes. Fique muito chateada no começo quando o irmão dela faleceu, fiquei chateada porque a mãe teve que entregá-los, fiquei chateada por ela ter encontrado um amigo e bons pais adotivos e aí…bom, aí é com vocês, deixo para vocês lerem e chorarem 🙂

o silencio das montanhas, KHALED HOSSEINI

Nossa estou ficando deprimida. Quanta história triste! E esse livro já começa triste! Tudo começa quando os irmãos Pari e Abdullah são separados ainda crianças. O pai não tinha condições de criar os dois e entrega Pari para uma família rica. Mesmo Pari sendo muito pequena nessa época, ela cresce com a sensação de que está faltando alguma coisa em sua vida. Já Abdullah, que devia ter uns quatro anos a mais, passa a vida sentindo a falta da irmã. Outros personagens entram na história e cada um tem uma ligação com os irmãos. O final é para deixar qualquer um deprimido. Meu coração enrugou de tanto desespero que fiquei. Como diz seu Omar ( todo mundo odeia o Cris): trágico!

eleanor e park, RAINBOW ROWELL

Eee dona Rainbow, a senhora é destruidora mesmo heim! O livro inteiro é fofo, é impossível ficar uma página sem dizer “ ownnn”. Eleanor e Park são o casal mais improvável e fofo do mundo! Eu queria namorar o Park! Daí a autora vai lá e faz um final bem triste, pra te deixar desidratado e chateado mesmo. Valeu! Tô aqui esperando a senhora se redimir e escrever uma continuação.

Raio de sol, KIM HOLDEN

Esse livro eu comecei a chorar umas duzentas páginas ANTES do final. Meus olhos ficavam tão marejados que eu não conseguia ler! E por mais que eu soubesse que não tinha COMO a história ter um final diferente eu torci do mesmo jeito. Queria que o livro virasse uma história de ficção e alguma coisa mágica acontecesse e mudasse tudo. Mas não né. A história é bem real, bem pé no chão. Bem chateada aqui.

David Copperfield, de Charles Dickens

David Copperfield é um livro gigante, com mais de mil páginas. E você vai se apegando aos personagens aos poucos. Mas se apega tanto, que eles começam a fazer parte de sua vida, e até mesmo de sua família! Vemos a humanidade escrita em cada um dos personagens. Você se emociona com algumas passagens, com falas e com coisas que simplesmente lembra durante a leitura. Mas eu chorei mesmo, no final do livro: foi tão maravilhoso, que eu sabia que iria ficar com saudade de seus personagens pelo resto da vida – mas ainda bem que sempre há a possibilidade de uma releitura 😊 ( Indicação do blog Bibliotecária Leitora)

TODA LUZ QUE NÃO PODEMOS VER, ANTHONY DOERR

“Pensa em um cenário de guerra, onde de um lado temos o recruta alemão Werner, e do outro a judia Marie-Laure. A história é linda e retrata os dois lados da Segunda Guerra Mundial e todo seu sofrimento, fato que por si só já era motivo para chorar, mas o autor decidiu que Marie-Laure seria cega, Werner seria órfão e pra piorar tudo os dois se encontram, mas não ficam juntos, momento esse que me fez derramar lágrimas de raiva pelo Sr. Anthony Doerr e de tristeza por um dos dois.” – Indicação por Tábata Mendes.

Para sempre Alice, lisa genova

“Alice é uma mulher que ama seu trabalho como professora de Psicologia, tem uma família estruturada, com três filhos já adultos e um marido amoroso. E descobre que tem mal de Alzheimer. Pior do que saber que tem a doença, foi saber que seus filhos poderiam desenvolvê-la no futuro e que quem passa o gene para os filhos é a mãe. A autora relata de uma forma muito tocante a evolução da doença. O final não foi o que eu esperava, lógico que feliz não seria, pois a doença não tem cura, mas me colocando no lugar de Alice, preferia que fosse outro.” – Indicação por Tábata Mendes.

Dewey, um Gato entre Livros, Vicki Myron

” Esse livro reúne duas paixões minhas, gatos e livros. Ele conta sobre a vida de Dewey, um gatinho “laranja” que foi deixado pequeninho, num dia frio de inverno, dentro da caixa de devoluções de uma biblioteca de Spencer, no estado de Iowa, Estados Unidos. A história é real, e mostra a trajetória de Dewey, que cresceu dentro da biblioteca e acabou influenciando a vida de muitas pessoas da pequena cidade, pois sabia exatamente quando algo ou alguém não estava bem. Não é um livro triste, mas como gosto muito de gatos e eles sempre me trazem boas lembranças, acabei ficando emocionada ao terminar a leitura.” – Indicação da leitora Cíntia Bená.

separador

Mas a vida continua. Enxuga essas lágrimas e vamos lá encarar mais uma leitura, porque a gente reclama mas gosta!

Tem indicações? Conta aqui! Ah e se você quer mais livros para chorar, -> confere essa lista < –

Até a próxima.

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Resenha: Raio de Sol, Kim Holden

Raio-de-Sol

Autor: Kim Holden – Editora: Planeta            Páginas: 448 – Ano: 2016

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Segredos.
Todo mundo tem um.
Alguns são maiores que os outros.
Alguns, quando revelados,
Podem curar você…
E outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.

” Você está me perguntando isso mesmo? Gus. Você me conhece. Esse é praticamente o meu lema: sem arrependimentos. Arrependimentos só servem para imaginarmos alternativas e sentirmos raiva e tristeza, e não posso me dar o luxo de nada disso”.

Quando comecei a ler Raio de Sol eu  imaginava que alguma coisa triste ia acontecer, porque ele sempre aparecia ao lado de outros livros tristes, e como minha vida é só alegria, eu decidi chorar um pouco e encarar a realidade com ele hahah

A história é sobre Kate Sedgwick, uma adolescente de dezenove anos que ingressa na faculdade com bolsa de estudos. Ela sai da calorosa Califórnia para o frio de Minnesota. Kate teve uma vida muito difícil, mas quando você a conhece parece que a vida dela é perfeita! Ela é muito simpática, atenciosa, sorri de verdade, vê sempre o lado bom das pessoas…E por isso seu melhor amigo gato a chama de Raio de Sol. Mas não fiquem achando que ela é toda bobinha e anda saltitando. Ela fala palavrão sim, ela fica brava sim, ela arruma briga sim..ô se arruma! A diferença é que ela é feliz e transmite isso para as pessoas. A Kate é daqueles pessoas que a gente sente raiva porque acordou de bom humor, sabe? 

” As vezes as coisas funcionam a meu favor, e às vezes, não. É a vida. A gente só precisa aproveitar ao máximo.”

” Deus, como a pessoa mais positiva que eu conheço pode não acreditar no amor? Você é uma contradição tão grande.”

O livro é narrado por Kate e Keller ( o gatinho que ela se envolve na faculdade). E a história gira em torno dela e das pessoas que cruzam seu caminho durante o primeiro ano de faculdade.

” Silenciosamente, solto um ” obrigada Deus, o homem de pé na minha frente é um exemplar estonteante. Excelente trabalho!“. E encaro aqueles olhos tão azuis.”

Sinceramente a autora poderia ter tirado umas cem páginas da história, porque fica muito no mesmo, não tem tantas situações diferentes. Mas eu entendo que ela  fez isso para nos envolver na história e no fim nos matar  de chorar. Só isso explica rs.

Mas mesmo ficando chateada com essa ” enrolação” eu gostei da história. É um livro que passa uma mensagem muito bonita, que no fim você tem vontade de ser uma pessoa melhor. Quando você se torna um adulto amargo ( Oi!) e lê uma história dessas, começa a pensar em que ponto deixou de ser uma pessoa positiva. Quando Keller diz que ” a Kate sorri de verdade, não como essas pessoas que sorriem por sorrir”, eu pensei: quando foi que eu passei a sorrir no automático? * momento reflexão rs*

Eu vejo a Kate como um furação. Ela passa na vida das pessoas e muda tudo. Mostra o lado bom, mostra que devemos cuidar da nossa saúde e das nossas relações com muito atenção e carinho. Ela é o tipo de amiga que eu gostaria de ter. Ahhh! E pensa numa menina sortuda pra arrumar homem! hahaha…Só cara gato cruza o caminho dela! Quando a autora descreveu o Gus eu imaginei ele como o Chris Hemsworth, só que novinho. Gato né? E o Keller então? Tão gato que eu não encontrei ninguém para dar de referência rs.

E termino dizendo que fiquei chateada com o final. Assim, bem chateada mesmo viu dona autora. 

Ah o livro tem continuãcão! Mas dessa vez é contada por Gus. Se você lê em inglês já pode aproveitar a leitura. Preparando meu lencinho aqui.

Ah, antes de terminar o post selecionei algumas frases do livro:

” Sinto vontade de dar um tapinha nas costas dele para aliviar um pouco a tensão. Mas não faço isso. Eu adoro tocar nas pessoas, mas aprendi por tentativa e erro que algumas pessoas ficam surtadas com toques.”

” Tenho uma implicância com pessoas que fazem mal ao próprio corpo. Muitas pessoas dariam qualquer coisa por um corpo saudável. Seu corpo é um templo. Não se caga no templo.”

” Por mais que eu tente não pensar e não deixar a vida me deprimir, às vezes ela me deprime. E não quero isso. Porque a vida é um dom.”

E fico aguardando os comentários de vocês! 

Até a próxima!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Resenha: A Escolha, Nicholas Sparks

A escolha

Autor: Nicholas Sparks –  Editora: Novo Conceito Ano: 2012 -Páginas: 308

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta.
Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever.
Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

” Com relação a Travis, aquele homem definitivamente fazia com que ela se sentisse desconfortável. Bem, pelo menos quando ele estava sem camiseta.”

Eu amo os filmes do Nicholas Sparks. Já chorei mil vezes com ” Diário de uma paixão”, ” Noites de tormenta” e até com ” Um amor para recordar”. Daí a espertinha aqui pensou: se eu amo os filmes é claro que eu vou amar os livros! 

Só que não.

Por ter me emocionado tanto com os filmes eu esperei essa emoção toda no livro e me decepcionei. A história inteira não teve nada de mais, foi super tranquila sem emoções. Confesso que fiquei com os olhos marejados no final, mas foi só. 

A história é sobre o casal Travis e Gabby e conta desde quando eles se conheceram até depois do casamento, que é o ponto alto do livro onde Travis precisa fazer ” a escolha”. O livro começa nos dias atuais com Travis chegando no hospital onde Gabby trabalhou nos últimos anos e ele começa a recordar como começou a história deles. Gabby mudou para a casa ao lado de Travis e o amor  por animais acabou aproximando os dois. Gabby era muito implicante com Travis e não queria fazer amizade, até porque ela tinha um namorado e Travis estava muito saidinho com ela rs.

” Ter amizade com um vizinho era uma coisa, mas fazer amizade com um cara que gostava de flertar era algo completamente diferente.”

” Gostava da natureza espirituosa que ela tinha, seu controle e sua autoconfiança, e ele especialmente gostava do fato de que ela parecia não ter consciência de que tinha essas qualidades.”

Mais da metade do livro é sobre como começou o relacionamento deles. E a Gabby é muito chata, peloamordedeus hahaha…Tava lá louquinha pra dar uns pegas nele e ficou fazendo charme.

Como eu disse, a história é bem parada mas é claro que Nicholas Sparks não deixaria você terminar o livro sem chorar né! E você vai chorar sim, vai sim! 

Mas de coração eu não recomendo esse livro, acho que tem livros melhores dele. Ok, eu só li esse, mas eu acho que tem. Ah e esse livro também foi adaptado para os cinemas! Olha aí o trailler ( Gente mudaram a história toda no filme! Já me irritei aqui heim rs)

Só uma coisa aqui, a Gabby é ruiva, não se deixem enganar por essa loira. 

E vocês já leram esse livro? Tem outro que vocês amaram e desidrataram? Me conta! Eu quero dar uma segunda para o Nicholas!

Até a próxima,

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Curiosidades Literárias #15 Livros Para Chorar!

Fim de mês é sempre triste. Você percebe que seu dinheiro acabou primeiro que o mês, que sua dieta não está indo no caminho certo, que as metas no trabalho não vão ser atingidas…eee delicia de vida!

E para deixar seu fim de mês mais triste, trouxe uma lista linda, feita para você chorar! Legalzona eu heim! Não precisa agradecer! 😘 

Bom, eu poderia indicar todos os livros do Nickolas Sparks, mas gosto de desafios rs.

Vamos lá!

A cidade do sol 👍

A_CIDADE_DO_SOL_1295553285B

Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do “todo humano”, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios

Jardim de inverno

JARDIM_DE_INVERNO_1363383891B

Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são.
A história que sua mãe conta é como nenhuma outra já ouvida por elas antes — uma história de amor cativante e misteriosa que dura mais de sessenta anos e parte da Leningrad congelada e devastada pela guerra até o Alasca, nos dias atuais. A obessão de Nina por esconder a verdade as levará a uma inesperada jornada ao passado de sua mãe, onde descobrirão um segredo tão chocante, que abala a estrutura da família e muda quem elas acreditam ser.

Dançando sobre cacos de vidro

DANCANDO_SOBRE_CACOS_DE_VIDRO_1377552383B

Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles. Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente. Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética. Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor.Dançando sobre cacos de vidro é a história de um amor inspirador que supera todos os obstáculos para se tornar possível.

O menino do pijama listrado

O_MENINO_DO_PIJAMA_LISTRADO_1388769075B

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz idéia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

A montanha e o rio

A_MONTANHA_E_O_RIO_1267546004B

No auge da Revolução Cultural chinesa, Ding Long, um jovem e poderoso general, gera dois filhos. Um deles, legítimo. O outro, nascido de uma jovem camponesa que se atira do alto de uma montanha pouco depois do parto. Tan cresce em Beijing, cercado de luxo, carinho e conforto, ao passo que Shento é criado nas montanhas por um velho curandeiro e sua esposa, até que a morte do casal o leva a um orfanato onde passa a viver sozinho, assustado e faminto. Separados pela distância e pelas condições de vida, Tan e Shento são dois estranhos, que crescem ignorando a existência um do outro. A montanha e o rio narra a saga desses dois irmãos que trilham caminhos distintos, mas cujas vidas se encontram quando se mesclam aos acontecimentos que marcam a história política e social da China no final do século XX.

O guardião de memórias

O_GUARDIAO_DE_MEMORIAS_1290610016B

O Guardião de Memórias é uma fascinante história sobre vidas paralelas, famílias separadas pelo destino, segredos do passado e o infinito poder do amor verdadeiro. Inverno de 1964. Uma violenta tempestade de neve obriga o Dr. David Henry a fazer o parto de seus filhos gêmeos. O menino, primeiro a nascer, é perfeitamente saudável, mas o médico logo reconhece na menina sinais da síndrome de Down. Guiado por um impulso irrefreável e por dolorosas lembranças do passado, Dr. Henry toma uma decisão que mudará para sempre a vida de todos e o assombrará até a morte: ele pede que sua enfermeira, Caroline, entregue a criança para adoção e diz à esposa que a menina não sobreviveu. Tocada pela fragilidade do bebê, Caroline decide sair da cidade e criar Phoebe como sua própria filha. E Norah, a mãe, jamais consegue se recuperar do imenso vazio causado pela ausência da menina. A partir daí, uma intrincada trama de segredos, mentiras e traições se desenrola, abrindo feridas que nem o tempo será capaz de curar. A força deste livro não está apenas em sua construção bem amarrada ou no realismo de seus personagens, mas, principalmente, na sua capacidade de envolver o leitor da primeira à última página. Com uma trama tensa e cheia de surpresas, O Guardião de Memórias vai emocionar e mostrar o profundo – e às vezes irreversível – poder de nossas escolhas.

O cavaleiro de bronze

O_CAVALEIRO_DE_BRONZE_1378512233B

A Segunda Guerra Mundial ainda não havia alcançado a cidade de Leningrado, onde as duas irmãs Tatiana e Dasha Metanova viviam, dividindo um pequeno cômodo com seu irmão, seus pais e avós. Tudo muda quando as tropas de Hitler atacam a União Soviética e ameaçam invadir a grande, mas decadente, cidade. Fome, desespero e medo tomam conta de Leningrado, durante o terrível inverno no qual a cidade foi submetida ao cerco alemão. No entanto, a luz do amor é sempre capaz de iluminar a mais profunda escuridão. Tatiana conhece Alexander, um jovem e corajoso oficial do Exército Vermelho. O rapaz, forte, confiante e guardando um passado misterioso e problemático, e sente-se atraído por Tatiana—e ela por ele. O amor impossível de Tatiana e Alexander ameaça agora dividir a família Metanova. E que segredo é esse que se esconde no passado do soldado, tão devastador quanto a própria guerra?

A menina que semeava

A_MENINA_QUE_SEMEAVA_1368458019B

Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles.A menina que semeava é um romance de esforço e esperança, invenção e redescoberta. Ele pode muito bem levá-lo a algum lugar que você nunca imaginou que existisse. Uma fantasia que trabalha assuntos densos como a separação dos pais, oncologia infantil, separação de filha e pai, adolescência. A menina que semeava não é um livro sobre adolescentes comuns. É sobre uma que se deparou prematuramente com a ameaça do fim e teve de tentar aprender a lidar com ele.

separador-lápiz-3

Outros livros: Marley e eu, Como eu era antes de você, A menina que roubava livros, A culpa é das estrelas, Se eu ficar, Cartas de amor aos mortos…

Tem mais indicações aqui -> Livros para desidratar

Se conhecerem outros indiquem aqui nos comentários! E se quiserem participar da próxima postagem é só clicar aqui, no espaço do leitor!

Espero ter arrancado lágrimas de vocês!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys