Resenha: Goosebumps, Acampamento Fantasma#2 – R. L. Stine

goosebumps

Autor: R.L Stine       Editora: Fundamento            Ano: 2006     Páginas: 104

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Á venda l Submarino l Americanas

Sinopse:

Piada sem graça!

Harry e seu irmão Alex querem muito fazer amizade com o pessoal no Acampamento do Espírito da Lua. Mas o lugar tem algumas tradições estranhas: a saudação boba, o cumprimento esquisito e o jeito como os campistas mais antigos gostam de pregar peças nos recém-chegados.

Pouco a pouco, as brincadeiras começam a ficar estranhas, perigosas… e bem assustadoras! Primeiro, uma menina põe o braço na fogueira. Depois, um garoto enfia uma estaca no pé…

Mas é tudo brincadeira! Ou será que não?…

“A estaca pontuda tinha perfurado e prendido o peito do pé de Sam no chão(…). Com calma, ele puxou a estaca do pé com as duas mãos.

Soltei um gemido, porque o meu pé doeu, acho que por solidariedade”.

Desde muito tempo a Editora Fundamento vem lançando os livros da coleção Goosebumps, mas somente de um tempinho para cá estes tomaram uma proporção maior de popularidade em razão de sua adaptação cinematográfica lançada dia 22 de outubro desse ano (Goosebumps: Monstros e Arrepios). Particularmente, já conhecia os livros, no entanto só agora que tive a oportunidade de ler um. E o primeiro livro dessa coletânea que li não me decepcionou, ao contrário, me fez querer completar minha coleção!

Harry e Alex são irmãos e estão a caminho do Acampamento do Espírito da Lua. Assim que chegam lá, são surpreendidos por um silêncio amedrontador. Até pensam que o acampamento poderia ter esquecido da chegada dos dois. Mas logo logo os campistas surgem e se divertem fazendo uma pegadinha com os irmãos. Eles percebem que o lugar é cheio de tradições, como por exemplo, histórias de fantasmas ao redor da fogueira e comprimentos bobos. Quanto mais tempo passam ali, mais Alex quer ficar e mais Harry que dar o fora. De fato, Harry percebeu que lá poderia acabar sendo divertido, só não conseguia esquecer das coisas sinistras que achava que via.

Ao menos que isso fosse realmente coisa da cabeça de Harry, o garoto esqueceria sua ideia de sair dali, todavia não foi isso que ocorreu. Continuava a ver um monte de coisas macabras acontecendo com os campistas, e foi aí que descobriu de todos eram fantasmas. Harry, em desespero, correu com Alex em seu calcanhar. Mas eles não deixariam que os irmãos fugissem assim sem mais nem menos. Disso podem ter certeza!

Todos os livros dessa coleção têm clichês típicos de terror, mas é certo que não há como fugir deles. O modo como R.L. Stine mescla esses estereótipos nas crianças e nos adolescentes faz parecer mais cômico do que aterrorizante, e isso se destaca nos livros de Stine. Ele escreve terror para jovens de modo que não predomine sexo, violência intensa ou drogas. Eu mesma cheguei a dar muitas risadas com Harry.

Espero que essa resenha tenha aguçado a curiosidade de vocês. Ressalvo que este é meu ponto de vista, assim, abro um caminho para que vocês sintam-se a vontade e comentem quando e o que quiserem, pois a opinião de todos é valida!

Obrigada pela leitura!

assinatura nova luiza

Anúncios

Indicação de livros para crianças de 3 aos 10 anos

A Tábata já disse aqui  e eu reforço: ler para uma criança é muito importante! 

A leitura estimula a imaginação, ensina e diverte. E ao ler para os pequenos você está criando um vínculo de cumplicidade, ler é um ato de amor, é o momento de vocês dois e essas memórias são importantes. 

É interessante que os pais leiam também, mesmo que seja um jornal ou revista, porque as crianças copiam as atitudes dos adultos. E a partir desse exemplo você terá um pequeno leitor em casa. 

Alguns livros trazem lições sobre a fase que a criança está passando e eu trouxe alguns exemplos nas indicações. Tem livro que fala sobre a chegada de um novo irmão, outro que fala sobre ser generoso, outro sobre a primeira vez na escola e até um que fala sobre uma menina chamada Rapunzel que sofre bulling na escola por ter o cabelo cacheado. Fala sério, olha quanta coisa uma criança pode aprender lendo! 

Confere as indicações, é só clicar na imagem!

Vocês encontram esses livros no site da Editora Chiado!

Tem mais indicações? Conta aqui!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana

 

12/10 – Dicas de livros para as crianças!

Ninguém nasce com a paixão pela leitura, ela nasce de um estímulo e de um hábito criado por alguém próximo quando a gente é criança, ou vem depois através da leitura obrigatória na escola. No meu caso foi minha mãe que lia pra mim antes de eu dormir e eu também a via lendo muito.

Dia das crianças está aí e é uma ótima oportunidade de presentear um pequeno e estimular a leitura, algo tão importante e maravilhoso. Então, vou dar algumas dicas de livros que li para o meu filho e são ótimos presentes.

Para crianças de até 3 anos: Maria-fumaça (Sam Taplin)

Maria fumaça

Sinopse: Páti e Teco vão passear em uma antiga maria-fumaça, mas há algo errado com o motor.

Esse livro tem sons, o que atrai crianças nessa idade, elas adoram ficar apertando os botões. A história é curtinha, assim a criança não perde a atenção, começa com um passeio de maria-fumaça, e, no meio do caminho, ela quebra, e eles esperam pelo conserto no sítio do senhor Pedro.

Para crianças de 4 a 5 anos: Aladim e a Lâmpada Mágica (Ilustrações de Paul Hess)

aladim

Sinopse: Junte-se a Aladim nesta aventura, descobrindo uma lâmpada mágica, viajando no tapete voador e travando uma batalha com um malvado feiticeiro!

A história de Aladim é um clássico e da forma que foi escrito desperta a curiosidade da criança saber o que vai acontecer na próxima página. Esse livro tem pop-up, que são imagens que parecem saltar das páginas quando abrimos o livro, uma dobradura feita com o maior cuidado, e também tem sons. Um livro assim é melhor nessa idade, pois o risco de rasgar é menor, e as crianças adoram ver a história literalmente saltando das páginas.

Para crianças de 5 a 8 anos: O Homem que Amava Caixas (Stephen Michael King)

O homem que amava caixas

Sinopse: Este livro conta a historia de um homem que adorava caixas e amava seu filho.

A história fala sobre a relação entre pai e filho. Mostra um pai que parece ter mais interesses por suas encomendas que chegam todos os dias do que pelo próprio filho. O final foi surpreendente para o meu filho e mostrou que nem sempre as coisas são o que parece.

Para crianças de 7 a 11 anos: O Coelhinho que Não Era de Páscoa (Ruth Rocha)

O coelhinho que não era de páscoa

Sinopse: Vivinho é um coelho normal. Têm muitos irmãos e uma família legal. E o que ele vai ser quando crescer? Coelho de páscoa, só pode ser! Mas vivinho quer outra profissão. Será que os pais vão aceitar sua decisão?

A autora é brasileira, e eu fico muito feliz em prestigiar nossa literatura. Esse livro é ótimo para a criança que está aprendendo a ler, pois as letras são de forma e maiúsculas. A história é envolvente, sobre a profissão que cada um escolhe para si e mostra que nem sempre o caminho que os pais seguiram deve ser o mesmo que os filhos seguirão.

Para crianças de 7 a 12 anos: Como Treinar o seu Dragão (Cressida Cowell)

como treinar o seu dragão

Sinopse: Conheça Soluço Spantosicus Strondus III: a Grande Esperança e o Herdeiro da Tribo dos Hooligans Cabeludos – mas um garoto sem qualquer talento para liderar. ‘Como Treinar o seu Dragão’ conta a tumultuada jornada de Soluço em sua iniciação como um legítimo guerreiro viking: junto com os outros garotos da tribo, ele precisa domesticar e treinar o dragão mais feroz e assustador que for capaz de capturar. Em vez disso, Soluço acaba com o menor dragão que já se viu – e, para piorar, o animal é teimoso, impossível de ser adestrado e completamente banguela. Começa aí a aventura do mais encantador e improvável dos heróis e de seu dragão muito mal-educado.

Esse livro conta a história de Soluço, um garoto que tem por volta de 15 anos, que sonha em ser um caçador de dragões, o leitor acompanha sua jornada em busca do dragão mais impressionante de todos. A história é encantadora e original e o livro tem muitas ilustrações, mas são 224 páginas, é ótimo pra fazer a transição das crianças dos livros infantis para os infanto-juvenis. Outra coisa legal é que é o primeiro livro de uma coleção de doze, ou seja, tem muita história pela frente. Meu sobrinho de 7 anos começou a ler e está adorando. Como sempre, é melhor que o filme.

Para crianças de 10 a 12 anos: O Mistério da Fábrica de Livros (Pedro Bandeira)

o mistério da fábrica de livros

Sinopse: Uma história que mostra o processo fascinante da produção de um livro junto à emoção do primeiro amor de uma menina. Laurinha havia encontrado e agora via desfazer-se o seu primeiro amor. Um namoro inocente que havia sido registrado pela imagem de um coração entalhado no tronco de um eucalipto. Mas até o seu eucalipto tinha sido derrubado.

Mais um autor brasileiro que escreveu excelentes livros infanto-juvenis. Esse livro conta a história do primeiro amor de Laura. Ela faz um coração com as iniciais em um eucalipto, e o chama de “seucalipto”, e um dia a árvore simplesmente some. Em sua busca por “seucalipto”, ela vai parar em uma fábrica de papel e descobre como os livros são feitos. A leitura é simples e prazerosa e estimula o interesse da criança pelos outros livros do Pedro Bandeira (indico todos!). Eu li na minha pré-adolescência e foi um livro marcante para mim, lembro com carinho até hoje.

separador-lápiz-3

Gostaram das dicas? Vamos plantar a sementinha da leitura em nossos pequenos!

Beijocas!

assinatura nova tábata