C.L #35 – Livros hots 🔥 🔞

Depois de abandonar 50 tons de cinza e garrar raiva do gênero, esse ano caiu em minhas mãos o livro ” A garota do calendário” da Audrey Carlan. E sabe o que aconteceu? Eu me diverti muito com a leitura e resolvi dar uma nova chance para o ‘new adult’. Com a parceria do blog com a Editora Planeta, acabei li ‘ Desejo concedido’ da Megan Maxwell, e me diverti, mesmo que os protagonistas tenham me irritado rs…

Com isso surgiu a ideia de fazer uma lista com livros eróticos + new adult = hot, hot, hot! 🔥🔥🔥 Espero que gostem e deem sugestões! 

Bora lá!  

O safado do 105- Mila wander

o-safado-do-105

⭐️ ” A história poderia ser simplesmente mais uma das histórias eróticas, com muito sexo e pouco conteúdo, mas também é uma história carregada de emoção e com muitos ensinamentos, como a amizade, a importância da família e, com ela, as diferentes formas de lidar com a perda de quem amamos. O livro é muito bem escrito, o que surpreende, pelo pouco tempo que levou para isso. A história flui em um ritmo bastante acelerado, com os acontecimentos bem encaixados e uma linguagem praticamente igual a de uma conversa entre amigas. Em diversos momentos, parecia que Raissa era minha amiga contando suas loucuras com o vizinho gato.” Blog Café com livros

Belo Desastre – Jamie Mcguire

Belo-desastre

4 ⭐️ ” A escritora Jamie McGuire levou à loucura todos os leitores com o livro Belo Desastre. Uma narrativa pra lá de entusiasmante para quem gosta do gênero. Particularmente, foi a primeira vez que li um New Adult, e posso dizer que esta história me surpreendeu. Tal gênero tem sido, por muitas das vezes, erroneamente interpretado. O New Adult tem seu conteúdo voltado a ambientes mais juvenis, provocando desejo de novas descobertas e própria independência.” Resenha completa -> aqui <- 

Peça-me o que quiser – Megan Maxwell

peca-me-o-que-quiser

⭐️ ” Mas foi só começar os primeiros capítulos que eu percebi que toda a expectativa foi em vão, achei tudo muito mais do mesmo, corrigindo a mocinha e o mocinho eram mais do mesmo, o tema em si não. Quer dizer como já tinha lido alguns outros livros que descrevem cenas de Swing nada foi assim uma grande novidade, mas achei legal a iniciativa da Editora Suma trazer um livro adulto sem abordar o tema BDSM. Ao terminar ‘Peça-me o que quiser’ fiquei sem saber se tinha gostado ou não, o livro na falta de uma palavra melhor ficou classificado como ‘sei lá'” Blog As meninas que leem livros 

Inferno de Gabriel – silvain reynard

o_inferno_de_gabriel

5 ⭐️ ” O que falar sobre Gabriel e Julianne que têm suas histórias e seus caminhos iniciados no livro “O Inferno de Gabriel”? O que falar dessa experiência maravilhosa e prazerosa de ler linha por linha um livro em absoluto deleite?… O livro é um romance, mas se você acha que encontrará uma mera história de amor ou algo como o que estamos acostumados com livros NA ou eróticos, você está enganado. E nunca nunca nunca desvalorize esse engano. Agradeça pelo fato de não ser apenas um livro que conta a história amorosa de duas pessoas. Agradeça por ter nas mãos algo que vai muito além e que envolve um pano de fundo que completa e enriquece o romance ali existente incalculavelmente.” Blog Cinco garotas exemplares 

A garota do calendário -audrey carlan

a-garota-do-calendario-janeiro

2.5 ⭐️ ” Esse é o primeiro livro da coleção ” A garota do calendário”, toda a saga é composta por doze livros, cada uma representa um mês e um homem programa diferente. Os livros são pequenos, no máximo 150 páginas e, posso dizer pelo mês de Janeiro que a história flui rapidamente de forma muito cativante, divertida e erótica.” Resenha completa -> aqui <- 

Cretino Irresistivel – Christina Lauren

cretino-irresistivel-1

⭐️ ” Olha, sinceramente eu nem sei o que falar sobre este livro, eu simplesmente amei, por mais que eu escreva, tenho certeza que não vou estar elogiando o suficiente e nem vou conseguir expressar tudo que eu gostaria. Este livro tem um casal de protagonistas que é impossível não se apaixonar, ela não faz o tipo neorotica e insegura, que fica chorando pelos cantos pensando se ele a ama ou não. Chloe é um exemplo de mulher, não se deixa intimidar por ninguém, e vai atrás do que quer, profissionalmente e sexualmente. Já o Sr.Ryan não faz o tipo cheio de traumas,ele é um cretino, é claro, mas é um cretino por  livre e espontânea vontade e empenho, mas é este lado inabalável dele que o torna irresistível.” Blog Livros de elite

Real – Katy Evans

real-katy-evans

5 ⭐️ ” No meio de tantos livros com homens machos Alpha conquistando as mocinhas delicadas esse livro foi uma quebra muito bem-vinda. Sim, continua tendo todo o romance e a parte do mocinho querendo conquistar a mocinha. No entanto, a autora conseguiu trazer um conteúdo novo e muito mais profundo. Logo nas primeiras páginas já fiquei empolgada com a leitura e não queria largar até saber o que iria acontecer no final. E, obviamente já queria a sua continuação. Sabe aquele livro que começa sem esperar muita coisa e de repente ele te toca de maneira que não consegue explicar? Pois foi exatamente desse jeito que me senti com esse livro. Mesmo que para algumas pessoas possa ser mais do mesmo, comigo foi uma experiência nova e muito positiva.” O blog da Mari.com a Naty

Desejo concedido – megan maxwell

desejo-concedido-megan

3 ⭐️ ” Desejo concedido é uma leitura leve e sexy. É muito interessante conhecer os costumes dos cavalheiros, a forma que as mulheres eram tratadas, a vida nos castelos…e no meio de tudo isso, momentos tórridos de paixão ( sempre quis falar ‘ tórridos de paixão’ rs) e descritos de formas bem explicitas…. Muitos personagens merecem uma surra, ou pelo menos um soco no nariz.  Gente é muita infantilidade, não dá pra entender. Mas em compensação é um romance divertido de ler, tem aquela pegada dramalhão mexicano, e como eu já disse, cenas de sexo descritas com precisão.” Resenha completa -> aqui <- 

 

Resenha: Desejo concedido, Megan Maxwell

desejo-concedido-megan

   Autor: Megan Maxwell – Editora: Essência          Ano: 2016 – Páginas: 464

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Na Inglaterra do século XIV, após a morte dos pais, a jovem lady Megan Phillips, de vinte anos, segue uma vida tranquila, focada na educação e na criação de seus dois irmãos mais novos. Para fugir de um casamento arranjado por sua tia, Megan e a irmã, Shelma, vão para o castelo de Dunstaffnage, na Escócia, onde vive seu avô Angus de Atholl, do clã McDougall. Anos depois, durante o casamento de um de seus primos, Megan – uma mulher aguerrida, pronta a empunhar uma espada pra defender sua família e que não se dobra por nada e nem por ninguém –, conhece o temido guerreiro de olhos verdes Duncan McRae – um homem acostumado a liderar exércitos, mas que nunca esteve preparado para enfrentar o gênio forte de uma mulher. O destino trama contra (ou a favor de) Megan, que, contra a sua vontade, acaba se casando com Duncan. Conseguirão os dois se entender e seguir a vida como um casal feliz? Ou viverão às turras, como se estivessem num campo de batalha?

” – É uma cabeça dura, mulher! – reclamou ele, franzindo a testa.
– Por todos os santos celtas! – bufou Megan – Quantas vezes tenho que dizer que não, senhor?
– Até que diga sim – respondeu ele, divertindo-se com aquela conversa.”

Esse livro faz parte das minhas coleções: ‘ vou dar oportunidade‘  e ‘ ainda bem que dei oportunidade‘ hahhaha

Desejo concedido é uma leitura leve e sexy. É muito interessante conhecer os costumes dos cavalheiros, a forma que as mulheres eram tratadas, a vida nos castelos…e no meio de tudo isso, momentos tórridos de paixão ( sempre quis falar ‘ tórridos de paixão’ rs) e descritos de formas bem explicitas. 

O livro conta a história de Lady Megan e de sua irmã Lady Shelma duas irmãs orfãs, filhas de pai inglês e mãe escocesa. Por causa dessa descendencia, elas são consideradas sujas, já que os dois países vivem em guerra e odeiam com força seus oponentes.  A fim de conseguir dinheiro e expulsar as meninas de casa, sua tia arma um casamento com dois ingleses nojentos e num momento de desespero elas fogem para a Irlanda, pedir refúgio para Angus, o avó delas do Clã McDougall. 

Vivendo uma vida bem simples, sem o luxo que tinham na Inglaterra, elas continuam sofrendo o mesmo preconceito, mas dessa vez por terem um pai inglês. Por conta disso elas aprendem a se defender, elas sabem lutar, andar a cavalo como os homens ( que é o jeito que todo mundo anda hoje em dia, uma perna de cada lado), batem boca e saem nos tapas sem rodeios rs

Quando o primo delas se casa, uma grande festa é realizada e os highlanders são convidados para o casamento. Como uma boa festa de casamento deve ser, alguns convidados se interessam por outros…Lorde Duncan McRae ( lindo, alto, forte), que lidera o exército de highlanders fica super interessado em Megan, mas nada acontece porque Megan não vai se deitar com um highlander com fama de mulherengo.

” – Falcão! Isto que eu ouço é o seu coração disparado por essa moça bonita?

– O que está dizendo? – disfarçou ele – Meu coração só bate desenfreado quando estou combatendo. Não se esqueça.”

Meses depois acontece uma reviravolta na história. Duncan e Megan precisam se casar, assim como Shelma e Lolach, outro highlander. É um choque de personalidade esses casais, já que Megan e Shelma foram criadas para se defender e tem comportamentos nada comuns para damas. Já Duncan e Lolach são guerreiros que não estão acostumados a receber ordens ou respostas atravessadas…Bom gente, dá pra imaginar o inferno que é né rs…mas é daquelas, brigam e vão pra cama hahaha

” – Porque preciso saber o que se sente quando se beija a pessoa que mais se deseja no mundo. Sei que você e eu nunca poderemos ficar juntos. E imagino que Axel um dia encontrará um marido para mim, e o terei que beijar. Mas seu beijo será aquele que quero recordar por toda a vida.”

E então, outra reviravolta! Mas agora fica o suspense.

Muitos personagens merecem uma surra, ou pelo menos um soco no nariz.  Gente é muita infantilidade, não dá pra entender. Mas em compensação é um romance divertido de ler, tem aquela pegada dramalhão mexicano, e como eu já disse, cenas de sexo descritas com precisão.

” – Nunca mais faça isso. Eu lhe ordeno – sussurrou ele, com tanta doçura que parecia qualquer coisa menos uma ordem.

– Não me dê ordens – sorriu ela ao escutá-lo -, ou sua vida será um inferno, Falcão.”

Eu recomendo a leitura, é boa para passar o tempo. 

E vocês, tem alguma opinião sobre o livro? 

Até a próxima!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

 

Resenha: A vida sabe o que faz, Zibia Gasparetto

a-vida-sabe-o-que-faz

Autor: Zíbia Gasparetto – Editora: Vida e Consciencia – Ano: 2011 – Páginas: 310

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Isabel já pretendia se casar com Gilberto quando foi surpreendida: Carlos, seu ex-noivo, que foi lutar na Itália e dado como morto, voltou depois de cinco anos, cheio de amor cobrando o compromisso. Mas Isabel não quis. Carlos sofreu e se revoltou, contudo não desistiu. Inconformado com a nova realidade, utilizou a raiva para recuperar todos os anos que a guerra havia roubado de sua juventude. No decorrer desta história apaixonante, passada entre Brasil e Itália, logo após a segunda guerra mundial, descobrimos que, dependendo das atitudes de cada um tudo pode mudar, mas sempre, em todos os casos, a sabedoria da vida prevalece, sempre nos trazendo o melhor.

“- …Cada um tem seu próprio processo de seguir adiante e não temos como apressá-los. Vamos confiar na vida, que sabe melhor do que nós conduzir as pessoas para onde devem ir. A conquista da felicidade é de responsabilidade pessoal e intransferível.”

O livro se passa em São Paulo no período pós 2ª Guerra Mundial. Conta a história de Isabel e Carlos. Isabel é uma mulher alta, corpo benfeito, cabelos castanho-claros, ondulados e na altura dos ombros. Há 5 anos seu amor Carlos havia partido para a guerra e não retornara. Acreditando que ele havia morrido, ela decide seguir em frente ao conhecer o médico de olhos cor de mel Gilberto.

Mas como diz a música cuidado com o destino, ele brinca com as pessoas. Carlos reaparece depois de tanto tempo e acredita que Isabel o espera com o mesmo amor e os mesmos planos. Contudo, ela não corresponde aos sonhos dele.

No tempo em que esteve longe, Carlos havia sido prisioneiro do exército russo, após ser livre e ter perdido seus documentos, começou a trabalhar e juntou dinheiro para comprar sua passagem de volta. Ao saber sobre Gilberto, ele acredita que Isabel o havia traído, julgava-se vítima das circunstâncias e merece ser feliz.

Isabel sente-se a pior das pessoas por acabar com todas as esperanças de Carlos, mas o que podia fazer se amava Gilberto? E como foi difícil contar a verdade à Carlos, ainda mais com toda a família dele ao redor, achando que eles iriam era se casar.

“- Esse é um assunto delicado. A vida é muito difícil de entender. Eu, que no consultório luto para restabelecer a saúde das pessoas sem às vezes conseguir vencer a morte, tenho me perguntado o porquê de tanto sofrimento. Comecei a notar que as pessoas que têm fé enfrentam as doenças, a dor e a morte com mais coragem.”

Carlos decide que irá usar todo o conhecimento que adquiriu e irá trabalhar, fazer fortuna e provar para Isabel que é melhor que Gilberto. Ele recebe dinheiro do exército e compra roupas elegantes, vai até uma joalheria oferecendo seu trabalho como representante, deseja vender os produtos no exterior. Consegue o emprego após impressionar o dono ao falar em russo, contando suas experiências.

Nesse meio tempo, Gilberto pede Isabel em casamento. E resolve levá-la à Pouso Alegre – MG, para finalmente conhecer sua família, seus pais Glória e Alberto, e seu irmão Nivaldo. Ela vai com ele e sua prima Dalva.

Em Pouso Alegre, são recebidos muito bem, mas logo Isabel percebe que há um clima desagradável entre os pais de Gilberto. Ao longo de sua estadia lá, ela descobre que há muito tempo seus sogros vivem em um casamento de fachada e Alberto mantém um relacionamento extra conjugal com Alda.

Após trabalhar durante algum tempo na joalheria, Carlos vai para Paris conseguir novos clientes. E assim inicia seu trabalho no exterior, seguindo com seu plano de tornar-se rico para depois reconquistar Isabel. Quando segue para Milão, algo vindo de vidas passadas acontece que prova que não era para Carlos ficar com Isabel.

“- As atitudes das pessoas revelam como elas veem a vida. Ao nos interessarmos por alguém, é bom prestar atenção à forma como essa pessoa pensa e avaliar se nos convém manter um relacionamento. É ilusão pensar que mais tarde ela possa mudar. Essa forma de pensar sempre custa muito caro. As pessoas só mudam quando elas querem.”

Eu gostei muito de ler esse livro, é curioso ver como era antigamente, o romance regado a galanteios, coisas como a moça não poder viajar sozinha com o namorado, o preconceito contra mulheres divorciadas. O livro também mostra o quanto o destino interfere em nossas vidas e que às vezes é melhor deixar a vida tomar seu rumo sem ir contra.

A vida sabe o que faz é um romance leve, com uma pequena dose de espiritualidade, e realmente uma lição de vida. Beijocas!

assinatura nova tábata

Resenha: Amor Verdadeiro, Jude Deveraux

amor-verdadeiro

           Autor: Jude Deveraux – Editora: Essência       Ano: 2016 – Páginas: 464

Classificação 2.5/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Ambientado numa ilha paradisíaca e um dos romances mais cultuados de Jude Deveraux, best-seller americana que já vendeu mais de 60 milhões de exemplares pelo mundo, o livro conta a história de Alix Madsen. Quando ela está terminando a faculdade de arquitetura, Addy Kingsley, amiga de seus pais, morre. No testamento, a mulher estipula que a jovem tem direito a viver por um ano em sua encantadora casa do século XIX na ilha de Nantucket (Massachusetts), EUA. O relacionamento de tia Addy com a família Madsen é um mistério para Alix, mas ela aceita a oferta e, ao chegar na propriedade dos Kingsley, percebe que não é má ideia passar uma temporada ali. Além de o lugar ser um sonho para qualquer arquiteto, ela conviverá com o charmoso Jared Montgomery Kingsley, dono de um dos mais importantes escritórios de arquitetura do país e sobrinho-neto de Addy, portanto, herdeiro natural da casa. O que Alix não imaginava era que tia Addy tinha um propósito muito específico para ela quando a colocou naquele lugar: solucionar o desaparecimento de Valentina, uma das mulheres da família Kingsley, ocorrido cerca de dois séculos antes. Em meio ao verão na ilha, Alix e Jared serão obrigados a conviver, o que pode ser a chave para desvendar o tal mistério dos Kingsley

“Por um momento, os olhares de ambos se cruzaram, e pareceu a ela que centelhas lhe percorreram o corpo.” 

Nuntucket fica em Massachusetts, é uma ilha e foi palco de uma grande tragédia. A casa dos Kingsley foi o principal cenário do mistério. Caleb Kingsley, um antigo dono, morrera aos 33 anos de idade já fazia duzentos anos, e ainda continuava com a mesma aparência. Sim, ele é um fantasma, mas somente os homens da família chamados Jared Montgomery podiam enxerga-lo, além de outras poucas exceções, como a tia Addy, última dona da casa. Os filhos da família recebiam esse mesmo nome juntamente a um número indicando a sua geração.

A tia Addy acabou falecendo deixando em seu testamento um último pedido: hospedar Alix Madsen, uma amiga da família, na sua casa durante um ano para que ela pudesse desvendar o que aconteceu entre Caleb e sua amada Valentina. Ao que tudo indicava, o fantasma estava preso ali porque, enquanto viva, Valentina havia sumido sem deixar nenhuma pista.

“Ele tinha até 23 de junho, apenas algumas semanas, para descobrir o que havia acontecido com a mulher a quem amava tanto que nem a morte poderia separá-los.” P. 15-16

Trazendo Alix até a casa poderia ser uma oportunidade para resolver todo esse mistério. Ela aceitou, mas o problema era que a garota não sabia o porquê do convite, somente concordou em ir porque sabia que Jared Montgomery (Desta geração) ia muito para a casa na ilha descansar (Ele morava em Nova York) e queria encontra-lo, pois, sendo estudante de arquitetura e Jared um famoso arquiteto (E incrivelmente bonito), viu uma oportunidade de aprender com ele.

“Se eu tivesse permanecido com Valentina, nada disso teria acontecido […].” P. 351

Alix e sua mãe Victoria iam sempre para a ilha quando a garota era menor. Enquanto passavam os dias lá, tia Addy percebeu que a pequena Alix falava com os ventos, por isso suspeitou de que ela conseguia também ver Caleb.

Em meio a toda essa confusão, Alix, sem ter a consciência de que iria até lá para conversar com fantasmas, só tinha olhos para seus trabalhos de arquitetura e Jared Montgomery, que antes era um ídolo, acabou se tornando uma pessoa simples, normal. Ela enxergou o ser humano por trás de todo glamour da fama do homem. Um sentimento parecido foi também despertado em Jared. As mulheres com as quais se relacionavam eram elegantes, finas e ricas. Ele percebia que as mesmas buscavam mais status do que de fato o amor verdadeiro.

Amor Verdadeiro é narrado em terceira pessoa e prende com facilidade o leitor. Posso admitir que até eu encontrei dificuldade em assimilar tudo de uma vez ao ler a sinopse ou resenhas sobre o livro, mas isso não causa problema, pois o leitor vai se familiarizando com todos os segmentos da narrativa a medida que a história se sucede.

O enredo não me cativou completamente de início, mas a leitura é muito gostosa. A autora soube criar expectativas que são atendidas. Tudo vai se encaixar no final. Acho interessante destacar que, mesmo que o livro não foi dividido em partes I e II, eu senti que elas estavam presentes, pois no primeiro momento da narrativa, tudo envolvia o desenrolar do romance entre Jared e Alix, somente após essa conciliação o segmento da história que envolve o mistério entre Caleb e Valentina é aprofundado.

Um ponto negativo que me incomodou muito foi a capa, onde há um casal loiro de abraçando, sendo que os principais têm na verdade cabelo castanho e ruivo.

Pelo mais e pelo menos, eu recomendo esse livro se você está a fim de ler um romance com uma pegada sobrenatural, mas sem aquele tipo de tensão muito “mágica” proporcionada pelas fantasias. Como a história se desenvolve em uma ilha, o clima é muito gostoso. Temos direito a passeios pelas praias, pelas ruas durante a manhã, quando o ventinho ainda é gelado, e também idas e vindas a casas de velhos amigos. Garanto risadas!

assinatura nova luiza

Leitura a dois: A história de nós dois, Dani Atkins

a-historia-de-nos-dois

         Autor: Dani Atkins – Editora: Arqueiro                  Ano: 2016 – Páginas: 352

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada.

Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse.

Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal.
Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou…

Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?

” A sensação era de que nada nem nenhum de nós jamais ficaria bem de novo, ambos sabíamos disso. E eu tinha a forte suspeita de que no momento em que deixássemos os limites do hospital, a situação ainda a pioraria.”

Hoje a resenha é um pouco diferente. Nós fomos convidados a fazer uma leitura à dois com o o blog Maravilhosas Descobertas. Eu e a Dara lemos o mesmo livro durante o mesmo período e além de ser super legal, porque eu tive com quem compartilhar as alegrias e tristezas, nós agora vamos responder cinco perguntas sobre ele e de quebra vocês conhecem a história em um formato diferente.

Bora lá!


Para começo de conversa, do que se trata a história?

O livro conta a história de Emma, uma londrina de 27 anos que está prestes a se casar com Richard, seu namorado da época da escola. Tudo muito lindo até que na volta para casa da despedida de solteira com suas duas amigas, elas sofrem um acidente horrível e Emma fica presa nas ferragens… Quando tudo parece perdido, um estranho aparece e ajuda Emma a sair do carro segundos antes dele explodir. Jack, o estranho alto, forte e moreno sensual, salva a vida de Emma e fica ao seu lado por horas até que Richard chegue no hospital. O que ninguém imaginava é que a relação de Emma e Jack se tornaria muito íntima. Seria porque Jack é lindo e bancou o super héroi? Ou porque Emma não estava satisfeita com suas escolhas e o acidente abriu seus olhos?

Bom, mas outras coisas acontecem para fazer o mundo de Emma virar de ponta cabeça. Após o acidente, alguns segredos são revelados e o casamento de Emma é cancelado. Surge um triângulo amoroso, mas nada clichê.  A história intercala o passado e o futuro e descobrir o que Emma estava fazendo enquanto relembrava essa história me deixou doidinha.

O que você achou da escrita da autora no decorrer do livro, e como ela soube usar isso à seu favor? 

Quem leu ” Uma curva no tempo” sabe como Dani Atckins pode ser destruidora de corações e eu li com medo.  Mas ao contrário de ‘ uma curva no tempo’, esse livro não me pegou de surpresa. Claro, eu fiquei vidrada na história, porque a trama não envolve só um triângulo amoroso, ela vai além.  A mãe com alzheimer vai ficar bem? Emma vai perdoar as melhores amigas depois dos segredos que descobriu?  E voltando para o triângulo amoroso, apesar de Jack ter todo aquele frescor de um novo amor, Emma se esforça para pensar com clareza e analisar seus setimentos por Richard.

Que mensagem você crê que a autora quis passar com sua história?

Sem dúvidas é uma história de amadurecimento e descobrir o que realmente quer para a vida. ( E também  que os livros dela são tristes e vão te deixar mal de qualquer jeito hahahah…)

E com essa mensagem, que aprendizado você agregou em sua vida?

Que nem sempre o fácil ou o confortável é o que devemos escolher para nossa vida.

Para finalizar, qual trecho do livro lhe chamou mais atenção, e por quê?

” Não sou aquilo que você precisa na sua vida agora, Emma. Mas, que Deus me ajude, eu estou usando cada grama de força que tenho para não puxá-la em meu braços e apagar a lembrança de qualquer homem que um dia você possa ter beijado”

Que que isso heim meu senhor! Como falar não para um homem que te diz isso? * me beija*  ❤  Mas falando sério, teve outra frase que impactou, porque é muito real e em algum momento da vida nós nos deparamos com uma situação assim:

” Mas as vezes o inconcebível, por mais deplorável que seja, vem ser a verdade.”

separador

Espero que vocês tenham gostado e claro, visitem o blog Maravilhas Descobertas, é um blog super antenado com assuntos variados.

Até a próxima!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Resenha: Nem tudo será esquecido, Wendy Walker

nem-tudo-sera-esquecido

     Autor: Wendy Walker – Editora: Planeta                 Ano: 2016 – Páginas: 288

Classificação 3.5/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Um dos suspenses psicológicos mais elogiados nos Estados Unidos Tudo parece perfeito na pequena Fairview, em Connecticut, até a noite em que a adolescente Jenny Kramer é violentada durante uma festa. Nas horas posteriores, ela é medicada com uma droga controversa para que as memórias da violência sejam apagadas. Mas, nas semanas que se seguem, enquanto se cura das dores físicas, Jenny percebe que guardou nuances daquela noite. O pai, obcecado por sua incapacidade de descobrir quem abusou de sua filha, busca  justiça, enquanto a mãe tenta fazer de conta de que o crime não abalou seu mundo cuidadosamente construído. Segredos da família e do círculo próximo começam a vir à tona durante a busca incessante pelo monstro que invadiu a comunidade – ou que talvez sempre tenha estado lá –, guiando este thriller psicológico para um fim chocante e inesperado.

“A música tocava muito alto, e ela a teria ouvido da cena do ataque. A playlist estava cheia de mega hits pop, aqueles que ela disse que conhecia bem, com letras do tipo que grudam na cabeça. Mesmo com a música e as risadas que escapavam pelas janelas abertas, ela teria ouvido os outros sons mais próximos, os suspiros sórdidos de seu agressor, suas próprias súplicas guturais”

Jenny é uma garota de 16 anos, tem cabelo loiro comprido, olhos azuis, é esbelta e atlética, ela tem sardas e uma pequena covinha do lado direito da boca. Mora com os pais, Tom e Charlotte, e com o irmão mais novo, Lucas. Em uma noite, que prometia ser melhor que qualquer outro momento de sua vida, ela vai à uma festa.

Havia sido convidada por Doug, mas quando chega lá, encontra ele com outra garota. Desiludiada, Jenny começa a beber sem controle. Depois de passar mal, fica com vergonha de sua atitude e chorando corre para fora da festa, direto para o meio da mata.

Então, o pior acontece: Jenny é estuprada. Após uma hora de violência, tinha sido encontrada por um casal de namorados largada com o corpo esgotado no chão sujo, ela foi salva. Seus pais decidem que o melhor a fazer é autorizar um tratamento para induzir a amnésia anterógrada limitada de acontecimentos traumáticos.

“Não havia emoções ligadas à voz dele nem emoções positivas de ser salva. Eu tinha o poder de dar essa explicação e, ainda assim, não podia, porque eu precisava que ela ficasse com essa teoria, com a falsa memória, mesmo que eu fingisse convencê-la do contrário. Fechei a boca e engoli as palavras. A verdade.”

Quando acorda, Jenny não lembra-se de nada, fica apenas um vazio, além das cicatrizes físicas, incluindo um entalhe nas costas, um machucado feito com um graveto pelo agressor. O detetive Parsons assume o caso sem muito sucesso, o estuprador usou camisinha, havia se depilado e usado luvas, não havia nenhum rastro para seguir.

Num ato de desespero, Jenny resolve por fim à vida e corta os pulsos. Ela é socorrida por sua mãe e seu amante. Após esse incidente, Charlotte, Jenny e Tom começam a fazer tratamento individualmente com o psiquiatra Alan. Nas sessões, Jenny tenta relembrar o que aconteceu naquela noite. Segredos são revelados, como o caso de Charlotte com Bob, dono da concessionária e chefe de seu marido Tom.

Em meio ao tratamento da família, o psiquiatra Alan também cuida do paciente Sean, um ex-fuzileiro naval, que também havia sido submetido ao tratamento para induzir a amnésia, após ter perdido um companheiro de trabalho e o próprio braço durante um ataque com bomba. Jenny e Sean começam a frequentar um grupo de terapia de vítimas de trauma, e ficam mais próximos.

“Um paciente senta diante de você. Ele perdeu o braço em combate. Ele perdeu a memória do combate. Ou, mais precisamente, ela foi tirada dele. Agora ele perdeu a si mesmo para sua própria mente. Esse homem não é merecedor de seu tempo?”

Surgem duas pistas, um Honda Civic azul foi visto parado perto da mata na hora do atentado, e um rapaz usando um casaco azul estampado com um pássaro vermelho foi visto entrando na mata. Ao mesmo tempo, Jenny começa a ficar cada vez mais próxima do que realmente aconteceu, surgem como suspeitos o chefe de seu pai Bob e o filho do psiquiatra Jason. Ela segue na ânsia por justiça, tentando achar em sua memória o motivo da sua dor.

Nem tudo será esquecido é uma narrativa do psiquiatra Alan do que se passa em seu consultório, na vida dos personagens e em sua vida desde o atentado, o que nos dá a sensação de como é o tratamento de pessoas que passam por traumas.

Toca de forma delicada no assunto estupro, e em como não só a vítima, mas toda sua família sofrem com o ocorrido. Mostra também que apagar da memória o trauma não é a melhor coisa a se fazer, que o melhor é enfrentar os monstros em nossa cabeça e superar os problemas, mesmo sendo difícil vencer um trauma.

“Só quero que isso acabe.

Ela repetiu isso entre fungadas e lágrimas.”

Noventa por cento do livro acontece dentro do consultório de Alan, e através do tratamento, cada personagem vai enfrentando seus monstros e descobrindo seu verdadeiro eu. A história segue com o objetivo de encontrar o estuprador, e eu tive meus palpites, mas no final é alguém que nem imaginamos, e o leitor descobre que o psiquiatra e a paciente Jenny tem monstros iguais.

Plus: O livro será adaptado para o cinema e a diretora será a talentosa Reese Witherspoon em parceria com a Warner Brothers. Vale lembrar que Reese foi uma das responsáveis pelo sucesso da adaptação de “Garota Exemplar”.

É um livro interessante, eu indico a leitura! Beijocas!

assinatura nova tábata

Resenha: Desculpa se te chamo de amor, Federico Moccia

desculpa-se-te-chamo-de-amor

        Autor: Federico Moccia – Editora: Planeta     Ano: 2009 – Páginas: 413

Classificação 2/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino Americanas

Sinopse:

Niki é uma bela garota, é divertida, é inteligente. Tem 17 anos. Alex é um ‘garoto’ de quase 37. Separou-se há pouco, e sem uma razão clara, de sua noiva. Publicitário com grandes responsabilidades vê-se em crise no trabalho. Os dois se cruzam casualmente num pequeno acidente de trânsito. Niki gosta de Alex, Alex acha Niki divertida. A relação fica cada vez mais intensa. Não querem deixar a diferença de idade atrapalhar. O mundo dos adolescentes se choca com o dos adultos. Mas a vida dos dois nunca mais será a mesma. Este romance é a vontade de reencontrar a própria liberdade, a vontade de ter sentimentos verdadeiros, de amar sem convenções e sem muitos porquês. É o cotidiano, mas também o sonho.

Um livro divertido daqueles tipo mamão com açúcar, porém limita-se meramente em passar o tempo. A grande lição observada diz respeito as novas expectativas em relação ao amor romântico e a liberdade concedida por si mesmo para recomeçar.

A parte mais difícil já passou. Alessandro, 37 anos, é abandonado pela sua noiva, Elena. Espelhando seu desânimo, sua aflição é evidente.

“(…) quando alguém que você deseja se vai, você tenta mantê-lo com as mãos e espera assim prender também o seu coração. E não é assim. O coração tem pernas que você não vê”.

O homem não relutou. Não havia nada a ser feito a não esperar que a dor da perda passasse. Entretanto, em um dia supostamente ordinário, Alessandro choca com seu carro na motinha de uma garota chamada Nikki, de 17 anos e bem maluquinha, dando início a história dos dois.

Como Alessandro era um homem que levava seu trabalho bastante a sério, muita das vezes a vida não lhe proporcionava asas, mas depois que Nikki entrou em sua vida, fez parecer com que esta tivesse oscilações que o arrastava cada vez mais às coisas que ele nunca pensou que poderia lhe provocar tanto prazer.

Desculpa se Te Chamo de Amor nos faz indagar se a diferença de idade pode ser uma tangente irrefutável dentro de uma relação amorosa. Com isso, é apontado múltiplos obstáculos os quais os dois tiveram que enfrentar. Nenhum dos dois estavam certos do futuro, todavia sabiam que não conseguiriam mais um viver sem o outro.

Parece aquele típico enredo clichê de livro de adolescente. É… pois é. Ele é. Entretanto, não são esses clichês que nos deixam apaixonadas?

“(…) partem velozes. E Nikki, pouco depois, adormece por debaixo do edredom que a cobre. Ele a observa enquanto dirige e sorri. E ela parece aquela coisa tão linda para a qual não se encontram palavras”.

Espero que essa resenha tenha aguçado a curiosidade de vocês.

Ressalvo que este é meu ponto de vista, assim, abro um caminho para que vocês sintam-se a vontade e comentem quando e o que quiserem, pois a opinião de todos é valida!

Obrigada pela leitura!

assinatura nova luiza

Resenha: Amigo Secreto, Sylvia Day 🔞

amigo-secreto-sylvia-day

                   Autor: Silvia Day – Editora: Paralela           Ano: 2013 – Páginas: 120

Classificação 2.5/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino Americanas

Sinopse:

Em Amigo secreto, a autora narra duas histórias contemporâneas, bem apimentadas e muito românticas que certamente farão as leitoras perderem o fôlego. A primeira, que dá título ao livro, conta a história de Nick e Steph, colegas de trabalho que secretamente sentem uma enorme atração um pelo outro. Isso até o momento que Nick tira Steph no amigo secreto e escolhe um presente claro e direto: uma foto sensual e provocadora que promete esquentar as coisas entre eles. Já a segunda narra o relacionamento difícil e obsessivo de um casal que se vê envolvido na investigação e no roubo de joias de Gideon Cross.

 

Não sei porque tive vontade de ler uma história, como posso dizer, “picante”, mas esse livro surgiu em minhas mãos e eu pensei ‘porque não?’. Já aviso que o livro e a resenha são para maiores de 18 anos. Então vamos à história…

Ela começa na festa de final de ano de uma empresa, durante o amigo secreto, Nicholas dá um presente um tanto inusitado para sua amiga secreta Stephanie: uma foto completamente sem roupa, com apenas um laço cobrindo aquilo que vocês bem sabem, e também um jantar para dois em um restaurante, como se fosse um convite.

Antes da festa, aconteceu de Nick, em um dia em que estava fazendo hora extra, encontrar perto do lixo  um papel amassado com uma anotação com a letra de Steph, era sua lista de desejos para presente de Natal.

“Minha lista de desejos (safadinhos)

Nicholas James sem roupa, embrulhado apenas em um laço.

Nick me beijando até eu perder os sentidos.

Nick cozinhando pelado pra mim (para eu poder ficar olhando a bunda dele)…”

Depois do tal presente, eles ficam mais próximos e a primeira cena “caliente” acontece no escritório. Nick convida Steph para jantar em sua casa e promete realizar todos os desejos de sua lista. Ela só quer uma noite de diversão, já ele quer compromisso. Para Steph é difícil acreditar que o homem mais conquistador e garanhão que ela conheça esteja realmente apaixonado por ela e que queira algo sério. Steph tenta não se envolver, por um motivo de sua vida pessoal que impede que ela invista em relacionamentos.

A história é curta, quase como se fosse um conto, que gira em torno dos dois e se eles vão ficar juntos ou não.

Depois desse, o livro tem outro conto, que eu particularmente gostei mais. Anastasia é uma investigadora particular, que descobre o paradeiro de artigos de luxo roubados. Ela está de volta à sua cidade natal para investigar o sumiço de pedras preciosas, a Coroa de Rosas.

” – Só porque você tem um filho não significa que a sua vida acabou.”
  – Mas significa que as minhas vontades não vêm em primeiro lugar. Eu não posso…” Ela fechou os olhos.

Após 12 anos sem aparecer na cidade, ela reencontra um antigo namorado, o delegado Jake, um homem alto e esguio, com olhos azuis e lábios firmes. Ele a convida para ficar em sua casa enquanto estiver na cidade. Na primeira noite, após o jantar, já acontece a primeira cena de amor.

Em sua investigação, Ana descobre que o irmão dela e o de Jake estão envolvidos no roubo das pedras preciosas. E o pior, a mãe dela, Tilly, é sequestrada por Rick, bandido envolvido no roubo.

Após saber a localização de Tilly, Ana e Jake vão juntos para tentar resgatá-la. Nisso eles ficam mais próximos e Ana se pergunta como irá se relacionar com um delegado, sendo que sua família é envolvida com o crime.

O livro é pequeno, com apenas 118 páginas, mas eu só indico a leitura caso queira ter em sua imaginação as cenas “picantes”, fora isso é uma história com enredo escasso. Então, se estiver procurando por pura diversão, leia, caso esteja procurando uma boa história, não abra esse livro.

Beijocas!

assinatura nova tábata

Resenha: Over the rainbow

over the rainbow

Autor: Vários – Editora: Planeta           Ano: 2016 – Páginas: 224

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino Americanas

Sinopse:

E se a Cinderela se apaixonasse por uma garota, e não por um príncipe encantado? Ou se os irmãos João e Maria, homossexuais assumidos, enfrentassem a ira de uma madrasta religiosa que só pensa em curá-los? Ou, ainda, se a Branca de Neve, abandonada numa cidade bem distante de sua terra natal, fosse acolhida por… sete travestis?

Pois pare de imaginar se os contos de fadas fossem revisitados e recebessem uma roupagem LBGTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Abra este livro e confira as clássicas histórias da infância de milhões de pessoas contadas sob a ótica de cinco autores que fazem parte desse universo, representado pelas cores do arco-íris. Ou melhor, contos de fadxs, como reza a nova norma de gêneros.

” Finalmente alguém a tinha entendido, e esse alguém era um travesti de 2 metros de altura”

Acho que como a maioria, esse livro me fisgou pela curiosidade. Como assim transformar as histórias dos contos de fada em contos de fadxs LGBTT? Oi? Deixa eu ler isso ai nem.

O livro é composto por cinco coletâneas de cinco autores diferentes. Cada história trás um conto de fadas moderno, todos passados no Brasil e com os personagens centrais sofrendo algum tipo de preconceito por serem gays, lésbicas ou travestis. Algumas histórias tem um conteúdo sexual, o que limita um pouco o público, mas isso acontece apenas em duas histórias, na Cinderela e Rapunzel

E se você achava clichê os contos de fadas, com pessoas que se apaixonam e juram amor eterno, assim rapidinho, te digo que é exatamente isso que você vai encontrar na maior parte dos contos hahah…Mas convenhamos que contos de fadas tem que ser assim mesmo né.

Vou falar rapidamente sobre o que trata os contos, assim o post não fica longo e cansativo. O primeiro, Cinderela, conta a história de Catarina, uma adolescente lésbica que mora com a Madrasta e as duas filhas. Catarina é apaixonada pela Helena, sua meia irmã. Ela nutre esse sentimento em segredo e além de sofrer por não poder se declarar ela ainda sofre com o desprezo da Madrasta. ( Essa história é bem safadinha rs)

” Se minha mãe souber que você esteve no meu quarto ela me mata, então bico calado Catarina!”

O segundo conto é João e Maria, dois irmãos adolescentes que vivem com o pai e a Madrasta, essa por sua vez louca religiosa que acha que um exorcismo vai resolver esse ‘ problema’ dos irmãos. Essa foi uma das histórias que mais gostei, porque tem um pegada sombria…

” – Isso – ela socou mais uma vez- é para você aprender – mais um soco- a não mexer com um veado – e mais um soco certeiro- que tem uma irmã sapatão. Porque na hora de bater eu bato como homem e não como menina. E viro mais homem que você seu merda.”

Depois tem o conto A Bela e a Fera que conta a história do romântico Rodrigo e do amargurado Bruno. Muitas baladas, tinder e declarações de amor exageradassssss….rs. Esse não curti muito.

” …’ Mãe, fiz uma promessa a mim mesmo que, quando eu completasse dezoito anos, contaria isso pra você… Eu sou gay.
– Depois disso escutei um trovão e uma freada brusca, a ligação começou a chiar e caiu…. horas se passaram depois da ligação, foi quando bateram em minha porta. Era um policial, ele disse que houve um acidente e meus pais não tinham sobrevivido”

O quarto conto quase erótico rs…é da Rapunzel, conta a história de Augusto, um jovem rico, delicinha e gay, Os pais não aceitam e obrigam ele a esconder sua sexualidade. Essa foi uma história muito interessante porque explica a diferença de HIV e Aids. Foi uma lição para mim porque eu realmente não sabia diferenciar elas, pra mim as duas eram a mesma coisa.

” – Tá bom! O que eu tô querendo dizer é que eu gosto de garotos, eu sou gay.
– Que merda é essa, Augusto? Você perdeu a noção das coisas? Desde quando você virou veado? Tá louco??? Me diz, Augusto! Você quer acabar com a nossa família, manchar nosso sobrenome? Que porra é essa? Era só o que me faltava, ser pai de bichinha.”

E por último mas não menos importante, temos a história de Júlia, uma adolescente que vive com a Madrasta, uma mulher muito vaidosa e com inveja da enteada. E Júlia tadinha, só quer realizar seu maior desejo, fazer sua cirurgia de mudança de sexo. Depois de ser enganada pela Madrasta, ela acorda em um hospital, sem dinheiro, sem identidade e acaba indo morar na rua. Mas sete travestis acolhem Júlia e ajudam a jovem a se reerguer. Esse conto foi muito legal porque a autora tratou do assunto com muita delicadeza, falou muito sobre os sentimentos e como a sociedade julga o travesti. Foi interessante. 

” Naquela casa de travestis segregadas do mundo tradicional existia família e amor.”

Eee acabou! O que acharam? Ansiosos para ler? Conta aqui a opinião de vocês, tô aguardando ansiosa!

Até a próxima!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Resenha: Qualquer outro lugar, A.G Howard

qualquer-outro-lugar

    Autor: A.G Howard – Editora: Novo Conceito Ano: 2016 – Páginas: 416

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Compre aquil Submarino l Americanas

Sinopse:

Alyssa está tentando entrar novamente no País das Maravilhas. Os portais para o reino se fecharam, não sem antes levarem sua mãe. Jeb e Morfeu estão presos em Qualquer Outro Lugar, reino em que intraterrenos expulsos do País das Maravilhas estão vivendo.
Para resgatá-los, ela precisa recorrer à ajuda de seu pai. Juntos, eles iniciam uma missão quase impossível para tentar resgatar entes queridos, restaurar o equilíbrio dos reinos e o lugar dela como Rainha.
Alyssa precisa lutar não só com a Rainha Vermelha, um espírito malicioso que tem a intenção de refazer o País das Maravilhas à própria imagem, mas também reconstruir seu relacionamento com Jeb, o mortal que ela ama, e Morfeu, o ser fantástico que também reivindica seu coração.
E, se todos tiverem sucesso e saírem vivos, eles poderão finalmente ter o felizes para sempre .

” A toca do coelho, o portal para o reino interior, foi destruída por mim. E agora Qualquer outro lugar é a única porta de entrada.”

E finalmente a novo conceito liberou o último livro da saga! Todos ansiosos? Todos muito ansiosos! Morfeu ou Jeb? Quem a Alyssa vai escolher?

” – Eu amo você – eu sussuro, porque ele tem o direito de saber a verdade antes que eu o mate.”

O último livro começa como terminou o segundo, com a Alyssa e o pai indo para o País das Maravilhas. Muitas questões são esclarecidas e é tanta informação que eu fiquei confusa. Juro, não consegui entender muita coisa não hahah…mas isso é um problema meu mesmo, porque desde o primeiro livro eu tive dificuldade de imaginar o cenário, as roupas…O problema é que dessa vez eu não entendi a trama, eu só li e me deixei levar, sem pensar ou raciocinar.

Bom, como lembramos a Alyssa fechou a toca do coelho e agora ninguém consegue entrar ou sair do País das Maravilhas. A mãe de Alyssa, Jeb e Morfeu estão presos lá e o País das Maravilhas está correndo perigo porque a Rainha Vermelha e a Rainha de Copas estão com planos maléficos para repaginar o País e possuir o corpo de Alyssa. Novos parentes entram na trama, pessoas comuns ficam com poderes incríveis, até Lewis Carrol aparece na história! Ah e claro, temos romance, muito romance! Tanto com Jeb quanto com Morfeu, porque a Alyssa não perde tempo hahaha

” A metade intraterrena de meu coração se expande para se libertar das emoções humanas nele enredadas. Não haverá trégua até eu encontrar meus amados e consertar as coisas no País das Maravilhas”

” Quando eu encontrar a Rainha Vermelha, ela vai implorar para que eu só corte sua cabeça.”

Eu nunca gostei do Morfeu e nesse último livro não seria diferente. Cara arrogante, mentiroso, manipulador…sério, não consigo entender como tem leitor que defende ele. Eu fiquei ansiosa pelo momento em que a Alyssa daria uma surra nele ou mandasse ele embora de vez…Não gostei do desfecho com o Jeb também. E a Alyssa..ai, ai..eu sempre impliquei com ela porque a achava muito fraquinha, não tem personalidade ou opinião própria. E nesse livro ela continuou assim, só foi tomar as rédeas no final do livro. Mulher, você é a RAINHA do País das Maravilhas, põe ordem, mostra quem manda!

” – Finalmente eu tenho um segredo só meu. Não é tão divertido ficar do outro lado, heim?
– Pelo contrário minha Rainha. Não consigo imaginar nada mais delicioso do que despi-la de suas defesas, camada por camada, e desnudar seu precioso…segredo.”

Mas mesmo reclamando eu gostei da saga. Essa história sempre foi a minha preferida e ler outras versões é sempre divertido! Só um tipo de leitor vai gostar do final e tudo depende pra quem você torce: Morfeu ou Jeb.

Contem aqui a opinião de vocês. 

” – Minha preciosa Alyssa, compartilhe a realidade comigo. Dê-me a eternidade. Juntos causaremos os mais belos estragos.”

” – Justo? Todo esse tempo ele esteve com você nas horas em que estava acordada. Eu só a tinha durante seus sonhos. Quero você na realidade. Já esperei pelo que parecem ser mil anos. É hora da nossa eternidade começar.”

Ah e não acabou não! Ainda tem um quarto livro! Simmmmm! É aquele com a Alyssa vestida de noiva e com o título em inglês ‘ Untamed”. Sem previsão de lançamento aqui viu gente.  Mas ele é bem parecido com o livro ‘ A mariposa no espelho”, não é uma continuação, é uma versão estendida sobre o futuro da Alyssa. E pra terminar, fiquem com essas fan art que são lindas e merecem aplausos…os fãs são ótimos né! Só acho que faltou ilustração do Jeb 😦 

Até a próxima!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

 

Resenha: A instrução dos amantes, Inês Pedrosa

a-instrucao-dos-amantes

Autor: Inês Pedrosa – Editora: Planeta                 Ano: 2006 – Páginas: 168

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino Americanas

Sinopse:

A instrução dos amantes é um romance sobre o amor. Ou melhor, é o amor o principal personagem deste livro. Há a história de Cláudia que se apaixona por Dinis no funeral de Mariana, que não se sabe como pôde ter se matado – ou teria ela caído da varanda acidentalmente? Assim como há as narrativas das aventuras da turma liderada por Ricardo Luz – o valente namorado de Cláudia -, que brinca no cemitério à noite ou rouba gasolina dos carros para alimentar as motos. Também há as outras turmas, mas há, principalmente, meninos e meninas, todos com o coração à flor da pele. E nada disso importa, pois há a pele, que junta e separa, e os beijos, os corpos, os segredos, e o sem-jeito das palavras, a submissão, as dores das traições e rejeições e, claro, as cartas ridículas. Há, enfim, o amor, tão misterioso quanto a frase resmungada pelo velho Murinelo: “Há respostas humanas para o que não é humano”.

“Filipe cultivava a maior das misoginias, que é a de compreender as mulheres. Costumava dizer que havia três variedades de Belas Adormecidas: as mais baratas eram as que não acordavam nunca; dentro da gama mais sofisticada, que acorda com um beijo, havia as que tinham um mecanismo para adormecer outra vez e as que não voltavam a adormecer, por mais que se lhes fizesse – e eram estas, evidentemente, as que saíam mais caras.”

A história desse livro gira em torno de um grupo de amigos, composto por Cláudia, que namorava Ricardo, as gêmeas Luísa e Laura, Teresa, João, Isabel, seu namorado Filipe, Radar, Linhos, Alexandra e, o irmão de Isabel, Dinis, que não fazia exatamente parte do grupo. A trama inicia-se no funeral de Mariana, amiga do grupo, que havia se matado. E a história principal surge quando, durante o funeral, Cláudia apaixona-se por Dinis.

Os personagens estão na época de escola, acredito que no Ensino Médio, e entre amizades e romances, surgem as brincadeiras. Como uma vez que vão até o cemitério, vendam um integrante do grupo e a vítima deve procurar, agarrar e nomear quem achar primeiro, sem falar com ele.

“Depois a memória acabou, caiu, despenhou-se inteira nas mãos dele, ali, na cintura dela. Fechou os olhos, desejou morrer dentro daquele peito que lhe escaldava o coração: ‘onde é que eu estou, onde é que eu começo, não sei de mim, de onde vem esta alegria que me dói tanto, se ao menos eu conseguisse parar de tremer.'”

E é através de um jogo, em que é feita uma pilha de papéis com os nomes das mulheres e dos homens, onde cada um vai dançar com a pessoa que sortear, que Cláudia aproxima-se de Dinis. Mesmo ainda estando com Ricardo, ela acaba envolvendo-se com o rapaz.

No mesmo clima de paixão da adolescência, João pede ajuda de Teresa para escrever uma carta de amor à Alexandra. Enquanto Cláudia aproxima-se de Isabel para poder ficar perto de seu amor Dinis. Elas acabam tornando-se amicíssimas de verdade. Mas será que essa amizade permanecerá mais forte que o romance com garotos?

“- A beleza, meu filho, para as raparigas, é uma coisa espiritual. Sem explicação nem medida. É por isso que é muito difícil encontrar duas raparigas com a mesma opinião sobre a beleza de um rapaz. As mulheres não são todas iguais, como os homens. Até são capazes de gostar de um monstro como tu.”

A instrução dos amantes é um livro curtinho, com enredo simples, e, apesar de ter sido escrito no português de Portugal, dá pra entender tudo. Fala de paixão, de como essa coisa arrebatadora entra em nossas vidas e nunca mais somos a mesma pessoa, fala também do amor não correspondido.

Mas, não espere muitos ensinamentos desse livro, nem um final espetacular, ele serve apenas como uma lembrança de como é a paixão juvenil. Quem nunca sofreu de “paixonite” nem comece a lê-lo. Beijocas!

assinatura nova tábata

Resenha: A garota do calendário [ Janeiro], Audrey Carlan 🔞

a-garota-do-calendario-janeiro

          Autor: Audrey Carlan – Editora: Verus                 Ano: 2016 – Páginas: 144

Classificação 2.5/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser…
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

” Você vai ser enviada para onde o homem estiver e ser tudo o que ele precisa durante um mês. Mas eu não vendo sexo. Se você dormir com eles, vai ser uma decisão sua.”

Eu nunca fui fã de livros eróticos ou new adult, o mais perto que cheguei desse gênero foi lendo cinquenta tons de cinza…mas cinquenta tons não é NADA perto desse livro aí viu! Só de lembrar da história eu já fico rindo, porque é muita safadeza! hahaha

Esse é o primeiro livro da coleção ” A garota do calendário”, toda a saga é composta por doze livros, cada uma representa um mês e um homem programa diferente. Os livros são pequenos, no máximo 150 páginas e, posso dizer pelo mês de Janeiro que a história flui rapidamente de forma muito cativante, divertida e erótica.

Em Janeiro conhecemos a protagonista Mia, uma jovem de vinte e cinco anos que sonha em ser atriz. Ela trabalha em Vegas como garçonete e cuida da irmã e do pai. Pai esse que está em coma por causa de uma dívida com um agiota e caso Mia não pague, ela e a irmã são as próximas a sofrerem as consequências. Mas como conseguir um milhão de dólares trabalhando como garçonete? Sem condições.

E ai entra a tia Millie, parente da Mia e proprietária do Exquisite Acompanhantes de Luxo. Ela oferece uma solução: trabalhar como acompanhante por um ano. Não é se tornar uma prostituta, mas sim acompanhante. Mia não é obrigada a ter relações sexuais com os clientes e se quiser vai ser por opção dela. É claro que ela ganha um extra se isso acontece, mas ninguém obriga 😎.

” O que eu quero dizer é que, se você pegar o trabalho de acompanhante, só vai precisar estar sempre bonita e transar muito. Você não fica com ninguém há meses. Poderia muito bem aproveitar a chance, né?”

” Eu morava em Los Angeles havia seis meses e nunca tinha ido a um jantar elegante durante esse tempo. Isso me fez pensar em como minha vida amorosa era triste. Pelo menos com esse trabalho, comecei a experimentar as coisas a vida.”

Como ela precisa levantar uma grana alta em um ano ( questão de vida ou morte), sua tia coloca ela como acompanhante mensal, ela ficará 24 dias com o cliente, acompanhando ele em festas e eventos, sendo a mulher troféu.

O primeiro cliente é Wes, um jovem roteirista e aquele homem que toda mulher quer: forte, lindo, rico, bem sucedido, romântico sem exageros, atencioso e muito bom de cama. Sério, muito bom mesmo…tem muitas cenas para comprovar…muitas! 🔥 Mia fez muito esforço para não se apaixonar por ele. E olha que eu fiquei apaixonada e torci muito pra história tomar um rumo diferente. Nossa eu espero que em Dezembro a Mia fique com ele. O relacionamento deles basicamente se resume a festas e sexo. Assim, não tem muito o que contar.

” Parecia um trabalho de verdade, como se eu fosse a assistente pessoal de Wes e não uma prostituta. Tecnicamente eu não era uma prostituta, embora tivesse tido contato sexual com ele no primeiro encontro. Mas isso foi porque eu estava com tesão e ele é muito gostoso.”

Eu achei a história muito parecida com o filme ” Um linda mulher”, sabe aquilo de encontrar o cara perfeito, tudo acontecer bem rápido, muita roupa de grife, quase um conto de fadas? Então, é a mesma coisa, a diferença é que esse livro tem muita sacanagem. 

E sobre a continuação, vi uns comentários que a história do mês de Fevereiro é bem ruim, bem fraquinha, acho que vou pular para Março…que dizer, a Tábata vai ler esse e a Luiza de Abril, porque quando eu contei que estava lendo foi uma tiração de sarro sem fim hahaha

Ah e preparem-se para emoções também! Nem todos os livros serão apenas pegação, a Mia terá momentos de aprendizado, sobre o que é amor, amizade e família. Mas sinceramente, não é isso que o povo quer né 🔥🔥🔥

a-garota-do-calendario-de-audrey-carlan-meses

Coleção completa. Morra de inveja desses vestidos.

Se vocês procuram um livro parar matar o tempo, encontraram! Eu vou ler os seguintes sim e se reclamar eu faço resenha dos doze livros hahaha

Até a próxima! 

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

 

Resenha: Traços, Eduardo Cilto

traços

Autor: Eduardo Cilto – Editora: Outro Planeta      Ano: 2016 – Páginas: 272

Classificação 3/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Quando Matheus aceitou acompanhar Beatriz na festa do colégio, jamais imaginou que terminaria a noite participando de um ritual místico (de veracidade duvidosa) para saber o que o futuro reservava para ele e a amiga. Assim que as velas que os cercavam se apagam e uma resposta esquisita encerra a cerimônia, Beatriz leva o resultado a sério e entende que deve fugir da cidade pequena para se encontrar com seu destino nas ruas da capital de São Paulo. Perdido no meio de tudo, Matheus é obrigado a repensar o que considera certo ou errado quando é convidado para participar do plano maluco de fuga e decide que precisa passar por cima dos limites impostos pelos pais para finalmente ser capaz de entender quem realmente é. Os dois amigos partem sozinhos para São Paulo e carregam consigo não somente as malas nas costas, mas também o peso de todos os problemas que achavam que estavam deixando para trás. Sem ter ideia do que estão enfrentando, Matheus e Beatriz descobrem mais sobre si mesmos, criam, quebram laços e encaram desafios que jamais pensaram que confrontariam enquanto contavam as moedas para realizar esse grande plano que iria mudar suas vidas para sempre.

” A vida pode ser muito parecida com os quadrinhos, pois ambos tem alguém controlando o que acontece; no caso você é o desenhista da sua própria história, e os traços feitos são as ações que toma para designar o rumo que sua vida seguirá. Então tenha consciência de que, a partir de agora, é você quem define o desenho que seus traços vão formar.”

Olha, eu acho que se eu tivesse 16 anos eu teria amado essa história! Mas no auge dos meus cabelos brancos, cheia de boleto pra pagar, confesso que os personagens me irritarem com a falta de responsabilidade! 

Mas uma coisa é certa, a história é bem escrita e gostosa de ler. Matheus e Beatriz formam uma dulpa que não deveriam ir na padaria juntos. Não dá pra confiar hahaha

Matheus foi um personagem que eu gostei muito. Ele é um adolescente muito  tranquilo, muito comum. Ele tem um lado nerd, tem um problema de relacionamento com o pai, é apaixonado por Beatriz, tem poucos amigos…assim, não fede nem cheira, mas ele seria meu amigo na escola com certeza! É uma pessoa muito boa e disposto a ajudar os amigos.

Agora a Beatriz…aff. Que garotinha escrota. Mimada e egoísta. Não sei como o Matheus pode se apaixonar por ela. Pensa numa pessoa que é má influência e multiplica por dez. O resultado é a Beatriz. E o pior, a Beatriz é fã de um youtuber ( pois é, eu disse que isso era o pior)  e foge de casa para encontrar ele em São Paulo. Como ela não quer ir sozinha, já que ir sozinha é chato, ela envolve o Matheus e o convence a fugir com ela. Ele vai né, adolescente apaixonado faz cada coisa.

” Ás vezes, as pessoas se deixam cegar pelo número infinito de expectativas que as cerca e acabam não percebendo que o que elas mais querem está na frente do próprio nariz, não exatamente como imaginam, mas muitas vezes de um jeito até melhor do que o esperado.”

A viagem é marcada por vários acontecimentos. Carona com drag queens, documentos falsos, youtubers sendo desmascarados, sequestro, policia, reencontros…com certeza ambos tiraram uma lição.  A escrita do autor é muito madura e em muitos momentos encontramos mensagens de motivação e reflexão. Pela primeira vez encontrei um livro escrito por um youtuber que não foi feito para falar de si próprio e sim contar uma história.

” O mundo pode ser extremamente assustador e hostil quando você é forçado a encará-lo sem estar preparado. Mas é assim que as coisas sempre acontecem.”

” – O que quero dizer é que até o Super-Homem, que é o cara mais forte do mundo, fica fraco quando encontra uma pedrinha de kryptonita de vez em quando. Você vai ficar bem, vai dar tudo certo!”

O engraçado é que esse não é um romance. Não tem momentos fofos, de carinho, declarações de amor, pegação ou beijos.  Ele se encaixa melhor em uma categoria de aventura. 

Finalizando…esse livro é voltado para o público juvenil, pois trás muitas situações que vivemos nessa idade e também conta com referências desse mesmo universo. Fica a dica de leitura e para presentear!

Até a próxima.

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Resenha: A maldição do tigre, Colleen Houck

amaldicaodotigre_capa

Autor: Colleen Houck – Editora: Arqueiro             Ano: 2011 – Páginas: 311

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l SubmarinoAmericanas

Sinopse:

Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço.

Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem. A maldição do tigre é o primeiro volume de uma saga fantástica e épica, que apresenta mitos hindus, lugares exóticos e personagens sedutores. Lançado originalmente como e-book, o livro de estreia de Colleen Houck ficou sete semanas no primeiro lugar da lista de mais vendidos da Amazon, entrando depois na do The New York Times.

“ Se os tigres tem alma, e acredito que tenham, imagino que a dele seja triste e solitária. Olhei dentro daqueles grandes olhos azuis e sussurrei: – Queria que você fosse livre.

Esse livro estava na minha lista de leitura já fazia uns dois anos e eu sempre passando outras leituras na frente…isso se chama medo de se decepcionar rs. Mas tudo correu bem.

Esse é o primeiro livro da saga “ a maldição do tigre”, toda a saga é composta por cinco livros, olha ai fotinha aqui:

saga-a-maldicao-do-tigre

E o primeiro livro será adaptado para o cinema! Mas está um confusão de informações que eu não sei quando estreia. Parece que adiaram para 2017.

O livro 5 “A promessa do tigre ” não é bem uma continuação, na verdade ele conta a história de como os príncipes sofreram a maldição, ou seja, acontece antes da Maldição do tigre. Vai sair mais um livro “O sonho do tigre ” que vai ser contado por Kishan.” – Observação feita pela leitora Thay. ( obrigada!)

Nesse primeiro livro conhecemos Ren e Kelsey, os protagonistas. Kelsey é uma adolescente americana de dezoito anos que consegue um emprego de verão no circo. Suas obrigações envolvem cuidar do tigre e ficar na bilheteria. Quando Kelsey vê o tigre ela se sente atraída por ele e passa todo seu tempo livre conversando com ele, e o tigre lá super bonzinho, deixa até ela fazer carinho…depois de uma semana aparece um homem no circo, Sr. Kadam, para comprar o tigre e levar para uma reserva na India. Ele faz uma proposta para Kelsey: acompanhar o tigre durante a viagem, já que ele se adaptou tão bem a ela e assim ela saberá que ele estará em segurança.

Ela foi né. Viagem com tudo pago até eu ia.

“ Peguei o lápis e olhei para o tigre. Ele me encarava – mas não como se quisesse me devorar. Era mais como se estivesse tentando me dizer alguma coisa.”

E com certeza essa é a viagem mais louca de todos os tempos. Kelsey descobre que o tigre é na verdade o principe Ren, que foi almaldiçoado a viver como tigre e isso já faz mais de trezentos anos, mas Kelsey pode quebrar esse feitiço já que ela é a protegida da deusa Durga. * Tá vendo, eu disse que era uma viagem louca*.

“ Seus olhos eram o que mais me chavama a atenção. Aqueles eram os olhos do meu tigre, o mesmo tom cobalto profundo. Estendendo a mão ele disse: – Oi Kelsey, sou eu, Ren.”

O livro tem ação tipo Indiana Jones, e é legal porque a escritora descreve muito bem a India, um país exótico com lendas e costumes completamente diferentes do nosso. Ela fala muito sobre mitoligia, templos, maldições…isso me instiga muito! Também tem muito romance! Kelsey e Ren trocam momentos intimos e ela sempre fala sobre o corpo dele rs…

“ Por um minutos me perdi nessa imagem de Ren praticando artes marciais. Lutando sem camisa. A pele bronzeada, os musculos retesados. Sacudi a cabeça e me repreendi. Pare com isso garota.

Gente, eu mesma estava ficando apaixonada pelo Ren, imaginando ele forte, moreno, todo musculoso e tals…Daí em uma parte quando o Ren se transforma em homem a Kelsey diz que ele está muito lindo de calça jeans escura, camisa social com os primeiros botões abertos mostrando a pela dourada e o cabelo penteado para trás, todo liso com as pontinhas enroladas.

Eu broxei legal nessa parte, porque imaginei ele com uma mistura de Agostinho Carrara com aqueles caras safados que usam camisa aberta e mastigam palito de dente, sabe? Agora não consigo afastar essa imagem hahahaha

Para quem se interessou na história, todos os livros já foram lançados, só aconselho a ler com calma sem emendar para não dar ressaca literária J

E vocês o que acharam? Tô aqui esperando o comentário de vocês!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys

Resenha: Raio de Sol, Kim Holden

Raio-de-Sol

Autor: Kim Holden – Editora: Planeta            Páginas: 448 – Ano: 2016

Classificação 4/5 ⭐️ 🚍

Compre aqui l Submarino l Americanas

Sinopse:

Segredos.
Todo mundo tem um.
Alguns são maiores que os outros.
Alguns, quando revelados,
Podem curar você…
E outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.

” Você está me perguntando isso mesmo? Gus. Você me conhece. Esse é praticamente o meu lema: sem arrependimentos. Arrependimentos só servem para imaginarmos alternativas e sentirmos raiva e tristeza, e não posso me dar o luxo de nada disso”.

Quando comecei a ler Raio de Sol eu  imaginava que alguma coisa triste ia acontecer, porque ele sempre aparecia ao lado de outros livros tristes, e como minha vida é só alegria, eu decidi chorar um pouco e encarar a realidade com ele hahah

A história é sobre Kate Sedgwick, uma adolescente de dezenove anos que ingressa na faculdade com bolsa de estudos. Ela sai da calorosa Califórnia para o frio de Minnesota. Kate teve uma vida muito difícil, mas quando você a conhece parece que a vida dela é perfeita! Ela é muito simpática, atenciosa, sorri de verdade, vê sempre o lado bom das pessoas…E por isso seu melhor amigo gato a chama de Raio de Sol. Mas não fiquem achando que ela é toda bobinha e anda saltitando. Ela fala palavrão sim, ela fica brava sim, ela arruma briga sim..ô se arruma! A diferença é que ela é feliz e transmite isso para as pessoas. A Kate é daqueles pessoas que a gente sente raiva porque acordou de bom humor, sabe? 

” As vezes as coisas funcionam a meu favor, e às vezes, não. É a vida. A gente só precisa aproveitar ao máximo.”

” Deus, como a pessoa mais positiva que eu conheço pode não acreditar no amor? Você é uma contradição tão grande.”

O livro é narrado por Kate e Keller ( o gatinho que ela se envolve na faculdade). E a história gira em torno dela e das pessoas que cruzam seu caminho durante o primeiro ano de faculdade.

” Silenciosamente, solto um ” obrigada Deus, o homem de pé na minha frente é um exemplar estonteante. Excelente trabalho!“. E encaro aqueles olhos tão azuis.”

Sinceramente a autora poderia ter tirado umas cem páginas da história, porque fica muito no mesmo, não tem tantas situações diferentes. Mas eu entendo que ela  fez isso para nos envolver na história e no fim nos matar  de chorar. Só isso explica rs.

Mas mesmo ficando chateada com essa ” enrolação” eu gostei da história. É um livro que passa uma mensagem muito bonita, que no fim você tem vontade de ser uma pessoa melhor. Quando você se torna um adulto amargo ( Oi!) e lê uma história dessas, começa a pensar em que ponto deixou de ser uma pessoa positiva. Quando Keller diz que ” a Kate sorri de verdade, não como essas pessoas que sorriem por sorrir”, eu pensei: quando foi que eu passei a sorrir no automático? * momento reflexão rs*

Eu vejo a Kate como um furação. Ela passa na vida das pessoas e muda tudo. Mostra o lado bom, mostra que devemos cuidar da nossa saúde e das nossas relações com muito atenção e carinho. Ela é o tipo de amiga que eu gostaria de ter. Ahhh! E pensa numa menina sortuda pra arrumar homem! hahaha…Só cara gato cruza o caminho dela! Quando a autora descreveu o Gus eu imaginei ele como o Chris Hemsworth, só que novinho. Gato né? E o Keller então? Tão gato que eu não encontrei ninguém para dar de referência rs.

E termino dizendo que fiquei chateada com o final. Assim, bem chateada mesmo viu dona autora. 

Ah o livro tem continuãcão! Mas dessa vez é contada por Gus. Se você lê em inglês já pode aproveitar a leitura. Preparando meu lencinho aqui.

Ah, antes de terminar o post selecionei algumas frases do livro:

” Sinto vontade de dar um tapinha nas costas dele para aliviar um pouco a tensão. Mas não faço isso. Eu adoro tocar nas pessoas, mas aprendi por tentativa e erro que algumas pessoas ficam surtadas com toques.”

” Tenho uma implicância com pessoas que fazem mal ao próprio corpo. Muitas pessoas dariam qualquer coisa por um corpo saudável. Seu corpo é um templo. Não se caga no templo.”

” Por mais que eu tente não pensar e não deixar a vida me deprimir, às vezes ela me deprime. E não quero isso. Porque a vida é um dom.”

E fico aguardando os comentários de vocês! 

Até a próxima!

Beijo, outro, tchau!

assinatura nova ana marys